Físico é rejeitado em emprego por ser muito alto

Da Redação

Ele é inteligente, simpático, prestativo. E alto, muito alto.

O físico Ben Sargeaunt-Thomson, com "meros" 2,06 m de altura, superou com êxito todos os testes, mas sua solicitação de trabalho foi rejeitada porque suas pernas "não caberiam debaixo de uma mesa normal", segundo o Serviços Nacionais do Tráfego do Reino Unido.

O mais irônico é que "Big Ben", apelido pelo qual é conhecido, buscava um emprego de controlador de tráfego aéreo. Justo ele, que está mais perto do céu do que qualquer outro postulante ao cargo.

O jovem, de 23 anos, estava disposto a utilizar um assento especial que lhe permitiria ajoelhar-se perante a escrivaninha, mas viu rejeitada também esta possibilidade.

Inconformado, "Big Ben" recorreu à Justiça inglesa. A defesa da empresa alega que Sargeaunt-Thomson corria risco de sofrer problemas de saúde, sobretudo de circulação e articulações, caso se sentasse perante de uma de suas mesas.

Em sua demanda por "discriminação sexual", Sargeaunt-Thomson argumentou que os móveis da empresa são pensados para pessoas com menos de 1.89 metro de altura, por isso, "já que os homens são no geral mais altos que as mulheres, estão claramente sendo discriminados".

O Editor do UOL Tablóide torce por "Big Ben", e lhe daria um belo tapinha no ombro caso conseguisse alcançá-lo.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos