Fujão finge seu próprio seqüestro para não se casar

Da Redação

Assumir o compromisso de casar é um momento muito importante na vida de um homem. Constituir família e, principalmente, refletir sobre a possibilidade de ficar com alguém para o resto da vida pode fazer qualquer um tremer na hora de pronunciar o tão famoso "sim". Como medo desse momento decisivo, um guatemalteco resolveu inventar uma história pra lá de cabeluda para evitar o temido altar.

O jovem Juan José Carrera Ochoa, de 25 anos, fingiu ter sido seqüestrado por duas pessoas para não se casar com sua noiva, que ficou plantada na porta da igreja. Parece brincadeira de mau gosto, mas não é. A pobrezinha ficou lá sozinha esperando o rapaz.

"As investigações nos levaram a determinar que tudo foi planejado" para que ele não tivesse que cumprir o compromisso assumido, disse um porta-voz do Serviço de Investigações Criminais da Polícia Nacional Civil (PNC) ao jornal local Siglo XXI.

Carrera deixou sua noiva no altar da igreja da cidade de Chiquimula, 140 quilômetros a leste da capital guatemalteca, e depois fingiu que tinha sido libertado por seus seqüestradores horas depois da que tinha sido fixada para o casamento.

Para o Editor do UOL Tablóide, uma dúvida paira no ar: será que se o fujão mudará de idéia e honrará seu compromisso ou será que antes ele vai enfrentar a Justiça por ter fingido um seqüestro?



Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos