Ministro italiano cria lobos como bicho de estimação

Da Redação
Em São Paulo

O ministro italiano Roberto Calderoli queria um bichinho de estimação para chamar de seu. Na terra de Rômulo e Remo, nada mais natural que ele escolhesse um lobo para lhe fazer companhia nas horas vagas e retribuir a boa ação da loba que criou os fundadores de Roma, não?

Bem, as autoridades e os defensores dos direitos dos animais não acharam tão natural assim e estão uivando de raiva. Os críticos do ministro querem enquadrá-lo por manter animais selvagens em cativeiro. À oposição, Calderoli tem a resposta na ponta de língua: "Se alguém quiser averiguar pessoalmente que tipo (de lobos) são, é bem-vindo. Nós sempre precisamos de carne fresca", disse o ministro ao jornal Corriere della Sera.

Calderoli, líder polêmico do partido populista Liga do Norte, afirmou ao jornal La Stampa no início dessa semana que tinha a experiência necessária para cuidar de filhotes de lobos, e que anteriormente já teve um tigre -- só não mantém mais o felino porque ele devorou um cachorro.

O Editor do UOL Tablóide acha que toda forma de amizade vale a pena, menos as que incluem mordidas doloridas. Ou será que mordida de amor não dói?

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos