Peixes ficam afeminados com poluentes de rio

Da Redação

Essa é para fazer os ambientalistas subirem nas tamancas (cor-de-rosa, de preferência): os poluentes jogados no rio Llobregat, em Barcelona, na Espanha, além de, é claro, poluírem as águas, têm causado outro efeito colateral: os compostos químicos têm provocado a feminização dos peixes e invertebrados que nadam pelo local. Notícias não-confirmadas pelo Editor do UOL Tablóide informam que o peixe-espada pode entrar em extinção na região.

O Conselho Superior de Pesquisas Científicas detectou níveis elevados dos poluentes --foram encontradas concentrações de 21,9 miligramas (um escândalo!) de octifenol por litro de água e de 37,3 microgramas (uó!) por litro de nonilfenol, dois dos poluentes de origem industrial e urbana mais comuns.

Segundo o pesquisador Dami Barceló, "já foram observados alguns efeitos negativos, como alterações endócrinas no sistema reprodutor dos peixes". Ui!

O Editor do UOL Tablóide apurou que os cientistas ainda não descobriram a relação entre a purpurina e os poluentes do rio. Visionário que é, este editor sugere ainda que os cientistas aproveitem os tais poluentes e criem um medicamento para eliminar a necessidade de cirurgia para o pessoal que quer mudar de sexo.

Fonte: AFP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos