Prostituta é ressarcida em US$ 2.000 por corte de cabelo que não ficou lá essas coisas

Da Redação

Andar por aí com os cabelos ridículos não é legal. Tem gente que gosta, e vamos respeitá-los... Afinal, não tenho nada contra David Beckham ou os "Mamãe Quero Ser Beckham" que existem por aí (aposto que existe um no seu bairro).

Entretanto, há alguns casos em que ficar com o cabelo ridiculamente ridículo prejudica o seu rendimento profissional. E é aí que começa a nossa história.

Uma prostituta japonesa de 27 anos foi ao salão de beleza para cortar e tingir os cabelos da mesmo forma que uma modelo de um revista de modas. Contudo, algo deu errado. Terrivelmente errado. A moça deixou o recinto com um corte e uma cor nos cabelos distantes dos que havia pedido - e pagou por isso.

Cônscia de seus direitos, a irritada meretriz rejeitou a indenização de 800 euros oferecida pelo salão e entrou com uma ação judicial solicitando um ressarcimento de US$ 50 mil.

Resultado: a "dama da noite" em questão foi ressarcida em US$ 2.000 pelo tal corte de cabelo.

Após ler esta história, o Editor do UOL Tablóide pensou, já salivando, o quanto ele poderia tentar tirar do seu barbeiro por estar feio desse jeito. Mas, convenhamos, o juiz ia dar ganho de causa ao barbeiro. O que a natureza fez com o Editor do UOL Tablóide não se resolve nem com peruca, máscara e muita cirurgia plástica.

Fonte: AFP

ps1 - Você tem acompanhado o blog e o fotoblog do Editor do UOL Tablóide?

ps2 - Há quem chame os "Mamãe Quero Ser Beckham" de "beckhanete". Não fui tão longe. Pode soar levemente ofensivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos