Empresário simula o próprio seqüestro para passar o Natal com a amante

Da Redação

Um empresário de Barcelona fingiu o próprio seqüestro para poder passar o Natal com a amante e chegou a exigir da esposa, em nome de seus supostos captores, US$ 12 mil (aproximadamente R$ 28 mil). O esdrúxulo caso foi divulgado nesta sexta-feira pelo jornal "El Periódico da Catalunha".

A mulher do falso refém (e péssimo mentiroso), ao ser informada do seqüestro, procurou imediatamente a polícia alegando que o autor dos telefonemas anônimos que estava recebendo tinha sotaque árabe. A polícia mobilizou-se e rastreou as ligações feitas de cabines telefônicas.

Uma vez capturado, o marido acabou confessando o plano na delegacia. Ele mostrou que, além de péssimo mentiroso, ainda é cara de pau: pediu ajuda aos policiais para contar a verdade para a mulher.

O Editor do UOL Tablóide acha que um cara que simula o próprio seqüestro não vale R$ 0,12, que dirá US$ 12 mil.

Fonte: AFP

PS - Tá curtindo o final do ano em paz? Aproveite e conheça o UOL Tablog, o blog do Editor do UOL Tablóide!

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos