Marido fala sobre divórcio enquanto dorme e é obrigado a se separar

Da Redação

Sabe aquela história de que tudo que você disser pode ser usado contra você? Os muçulmanos de Bengala Ocidental, na Índia, levaram essa frase tão a sério que resolveram radicalizar. Para esse pessoal, até o que um homem falou dormindo à mulher está valendo.

Aconteceu com um pobre muçulmano que tem o perigoso hábito de falar enquanto tira aquela soneca. A mulher, Sohela Ansari, contou às amigas que o marido Aftab tinha pronunciado a palavra "divórcio" três vezes enquanto dormia.

Os líderes islâmicos do local ficaram sabendo (depois o Editor do UOL Tablóide ainda é obrigado a ouvir que as mulheres não são fofoqueiras) e consideraram que as palavras de Aftab constituíram divórcio, segundo uma lei islâmica.

Sohela e Aftab, que estavam casados há 11 anos e têm três filhos, foram obrigados a se separar, mas não gostaram nada disso. O casal se negou a obedecer a ordem e o assunto foi enviado a um órgão local para o conselho familiar.

Os líderes religiosos determinaram que, se o casal quiser voltar a se casar, deve esperar pelo menos cem dias, e Sohela teria que passar uma noite com outro homem e se divorciar dele depois.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos