Prostitutas viram enfermeiras e atendentes de telemarketing na Alemanha

Da Redação

O mercado de trabalho é mesmo cheio de sacanagem --que o digam as prostitutas da Alemanha. Depois de trabalhar anos e anos com dedicação e afinco, as seguidoras da profissão mais antiga do mundo são substituídas por outras mais jovens e acabam tendo que mudar repentinamente de carreira.

No país da Copa, as prostitutas de mais de 30 anos de idade estão apostando em novas opções profissionais --muitas entraram para a enfermagem e outras vão estar entrando para o telemarketing.

"A competição na prostituição é feroz e a época em que alguém poderia ter uma vida decente a partir dela já passou há tempos, especialmente depois que você chega aos 30 anos", explica Gisela Zohren, coordenadora de um projeto de recolocação profissional para as mulheres da vida no estado alemão da Renânia.

Segundo Gisela, as moçoilas desenvolvem habilidades muito especiais (não essas que você está pensando, leitor malicioso) que podem ajudar nos novos trabalhos. "Após anos de prostituição, elas sabem como ouvir, cuidar de pessoas e são astutas para venderem por telefone", diz Gisela.

Especialistas da indústria de atendimento a idosos aprovaram a iniciativa. "Temos mais e mais velhos e menos e menos jovens, então há uma forte demanda por pessoas trabalhando em profissões de assistência", disse Franz Wagner, chefe da associação de profissões de assistência da Alemanha.

O Editor do UOL Tablóide tem que confessar que achou essa iniciativa bastante gozada.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos