Três chineses mordem cachorro em briga por salário

Da Redação

Três trabalhadores morderam o cachorro de seu patrão, depois de ele se negar a pagar 7 iuanes (R$ 2, aproximadamente) a cada um, informou nesta quinta o jornal "Shangai Daily".

Li, o dono do cachorro, é um granjeiro do distrito de Nanhui que se dedica ao cultivo do melão. Ele contratou os três homens por 3,5 iuanes (cerca de R$ 1) a hora.

A mulher de Li discutiu com os trabalhadores e acusou os três de vagabundear e trabalhar muito devagar. Eles começaram a discutir com ela até que, irritados, decidiram abandonar o serviço.

Antes de ir embora, reivindicaram o pagamento pelas horas trabalhadas, mas o patrão decidiu pagar menos porque eles não teriam "trabalhado duro". Houve então uma desinteligência. Traduzinho: o pau comeu.

O cão pastor do granjeiro veio em defesa de seu dono, mordendo os três homens, que reagiram também a mordidas.

Uma patrulha de Polícia chegou e levou ao hospital os três trabalhadores, que tinham perdido claramente a briga com o cachorro, com várias mordidas nas pernas, mãos e estômago.

O Editor do UOL Tablóide acha que esse negócio de contratar e não pagar é uma baita cachorrada.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos