Exército mexicano acha supermaconha e diz que ela foi modificada geneticamente

A ciência, amigo internauta, a ciência... O homem que inventou o traque para se divertir nas festas de fim de ano é o mesmo que fez bomba atômica.

O preâmbulo (o editor do UOL Tablóide filosofou no primeiro parágrafo só para poder usar, no segundo, a palavra preâmbulo) serve para introduzir a notícia de que uma supermaconha foi encontrada pelo Exército mexicano no Estado de Michoacán (oeste do país).

Segundo seus descobridores, ela foi "modificada geneticamente" com a participação de especialistas. A informação, que chegou a nossa redação por meio da agência ANSA, no entanto, não explica que tipo de especialista -- em maconha ou em genética?, perguntou o editor responsável -- esteve envolvido na pesquisa supramencionada.

Segundo os militares envolvidos na ação, a planta cresce em qualquer tipo de terreno e não precisa dos cuidados da maconha comum ou da papoula, planta da qual se extrai o ópio e matéria-prima da heroína.

"Antes nós estabelecíamos os períodos de semeio e de colheita, mas hoje já não existem essas épocas. No ano inteiro é possível semear e colher", disse o general especialista no combate ao entorpecente.

A planta é menor do que o normal - possui entre 1,20 e 1,50 metro, contra três metros da comum - e é mais potente que outras espécies, como a maconha chamada "colombiana" ou a mexicana, ainda segundo os militares que entendem do assunto.

"O que antes era cultivado em quatro ou cinco hectares ou grandes extensões de terreno, agora é cultivado no espaço de um estádio de futebol", disse um general, revelando também um alto grau de conhecimento agronômico.

O Exército teve notícias desta nova maconha em 2003, ao notar que plantações desfolhadas voltavam a nascer. "A planta é tão resistente que muitas vezes um químico a queima por cima, mas se a raiz não for destruída, ela volta a nascer", disse o mesmo.

O editor do UOL Tablóide fica só imaginando o que acontecerá quando essa superplanta chegar à Jamaica de Bob Marley.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos