Chinês finge estar em coma para evitar ir a julgamento

da Redação

Um chinês acusado de estupro fingiu que estava em coma para evitar seu julgamento. Mas um médico foi mais esperto que o esperto e descobriu a fraude.

Quando a polícia veio buscá-lo para o júri, Chen, o suposto estuprador, fingiu que estava inconsciente. Ele foi hospitalizado, mas os exames mostravam que nada havia de errado com ele.

Daí, um médico gaiato teve uma idéia: disse em voz alta que daria uma injeção nele com uma seringa de agulha extralarga, que provocaria uma dor "insuportável".

Chen não agüentou o tranco e começou a tremer. Minutos depois, ele estava de pé, suplicando para não levar injeção.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos