Furúnculo jornalístico! Uma nova interpretação para a obra de Karl Marx!

Editor do UOL Tablóide

Não é todo dia que o Editor do UOL Tablóide tem um material desses para pôr no ar!

Um dermatologista da Universidade de East Anglia, de nome Sam Shuster, afirma que o pensador comunista e revolucionário sofria de hidradenitis suppurativa (HS), um mal em que as glândulas sudoríparas apócrinas --encontradas principalmente nas axilas e na virilha-- ficam bloqueadas e inflamam-se.

Mas o nosso dermatologista vai mais longe: acredita que as dificuldades que o sr. Karl Marx tinha para suar pode ter influenciado seus textos. A descoberta é simplesmente sensacional e, aqui a interpretação é do Editor do UOL Tablóide, anti-revolucionária!

Reprodução/AFP
Karl Marx sofria com os furúnculos (opa, acho que esse é o Groucho!)
QUEM FOI KARL MARX
SAIBA MAIS SOBRE OS IRMÃOS MARX
E AINDA: ROBERTO BURLE MARX
Se Marx não tivesse problemas nas glândulas sudoríparas, talvez não tivesse escrito "O Capital". Sem o capital, não haveria marxismo-leninismo. Sem marxismo-leninismo, não haveria União Soviética. Sem União Soviética, não haveria Partido Comunista Brasileiro. E assim por diante.

"Além de reduzir sua habilidade para o trabalho, o que contribuiu para seu deprimente estado de pobreza (sim, o autor de "O Capital" passou bons anos descapitalizado), a hidradenitis reduziu em grande medida a auto-estima dele", afirmou Shuster, que publicou o resultado de suas pesquisas na British Journal of Dermatology.

"Isso explica a autodepreciação de Marx e seu alheamento, uma resposta que se refletiu no conceito de alienação desenvolvido por ele em seus textos."

(Comentário do Editor do UOL Tablóide: vamos aplaudir o dermatologista. Realmente, o cara sabe o que é transdisciplinaridade.)

Apesar de estar ligada ao aparecimento de caroços semelhantes a furúnculos, a HS, um mal que provoca muita dor, também faz surgirem infecção disseminada, inchaços, endurecimento da pele e cicatrizes.

A doença explicaria ainda várias das outras reclamações feitas por Marx, tais como dores nas juntas e um problema nos olhos que, com frequência, impedia-o de trabalhar.

Shuster baseou seu diagnóstico em uma análise do grande número de cartas de Marx, nas quais descreveu para amigos seu estado de saúde e chamou as lesões cutâneas de "vira-latas" e "porcos". "A burguesia se lembrará das minhas pústulas até o dia da morte dela", escreveu Marx a Friedrich Engels em uma carta de 1867.

O Editor do UOL Tablóide pensa, agora, em escrever uma carta dermatologicamente correta para o pesquisador. Mas tá com preguiça.

Fonte: Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos