Irritado, homem morde cachorro com raiva e vai parar no hospital

Do Editor do UOL Tablóide

O professor Cotonete, famoso por suas lições de jornalismo e epistemologia na Universidade do Atol das Rocas, costumava ensinar que, para um cão virar notícia, basta um homem mordê-lo. Sabiamente, ensinou por mais de um ano: "Quando o cão morde o homem, não é notícia; quando o homem morde o cachorro, é notícia".

(Naquele tempo, o Editor do UOL Tablóide comentou: parece simples se você é jornalista, mas não é tão simples se você é cão e quer virar celebridade.)

Paulo Henrique Martins de Almeida/Arte UOL
Cotonete também dizia: boa notícia não é notícia; este Editor questiona algumas idéias epistemológicas do catedrático em numismática
FIM DE ANO, TEMPO DE PAPAI NOEL
MISSES DO MÊS
COMBO: DOIS VÍCIOS EM UM
Um cão indiano matou um pato. O pato tinha dono, um senhor de 65 anos, que, irritado, resolveu revidar. Atacou o cachorro (que estava contaminado pelo vírus da raiva), o cão reagiu, o senhor não teve dúvidas: mordeu o pescoço do bicho.

E o bicho virou notícia.

O caso ocorreu em Pakakkadavu, na região de Kerala (sul da Índia), quando o aldeão mordeu um cachorro no pescoço antes de o animal ser contido. O cão raivoso vinha causando pânico na região nas últimas semanas, até que na quarta-feira invadiu o curral do tal aldeão e matou o tal pato.

Segundo informou a agência indiana PTI, o aldeão, irritado com o ataque a seu pato, pulou sobre o animal e eles começaram a duelar sem descanso perto de um riacho.

Quando cão e aldeão ficaram exaustos, as pessoas que assistiam à cena atacaram, violentamente, o cão, que acabou morrendo.

O aldeão está recebendo tratamento contra a raiva.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos