Desempregado é preso acusado de fingir doenças para comer e dormir de graça em hospitais

da Redação

Um desempregado austríaco de 59 anos foi preso acusado de ter fingido doenças e mal-estares durante dois anos para conseguir passar a noite em hospitais. Ele teria causado prejuízos de 100 mil euros (cerca de R$ 259 mil) aos cofres públicos.

O suspeito está desempregado desde 1987. Fingindo problemas de saúde, conseguiu dormir e rangar em 93 hospitais diferentes, segundo a polícia.

"Com este método, sempre baseado em sintomas difíceis de serem comprovados, ele tentava conseguir comida e cama nos hospitais", explicou o delegado Herbert Kohlbacher.

No último domingo, o homem telefonou para o serviço de emergência da localidade de Mürzzuschlag, na Estíria, dizendo que havia caído e sofrido um forte traumatismo.

No hospital, os médicos não encontraram indícios de pancadas e acabaram chamando a polícia. Ele acabou confessando a malandragem.

O Editor do UOL Tablóide, que vende o almoço para comprar o jantar, ficou impressionado com a cara de pau do austríaco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos