Mulher que fez leilão de sexo virtual quer saber, na real, quem é o pai da criança

Da Redação

Esta história, ao que parece bem real, veio do ciberespaço da Alemanha através da agência Reuters, via UOL Tecnologia.

Uma mulher, de idade e nacionalidade não reveladas, que ficou grávida depois de um leilão online de sexo, obteve decisão judicial favorável que força o site que promoveu o "negócio" a revelar os nomes dos vencedores para que ela saiba quem é o pai.

Seis homens venceram leilões online para fazerem sexo com a mulher em abril e maio do ano passado. Eles foram identificados a ela apenas por seus nomes virtuais, afirmou um porta-voz do tribunal da cidade de Stuttgart, nesta quarta-feira.

A mulher pediu ao operador do site para revelar a identidade verdadeira dos homens, mas o site negou o pedido, alegando cláusula de confidencialidade.

O tribunal decidiu então a favor dela, afirmando que a criança tem o direito de saber quem é seu pai.

Agora, espere um pouco, deixa eu desfragmentar meu disco rígido para ver se fiz o download correto desta informação. A moçoila vender, num leilão virtual, o que a tia Izildinha não daria, nem negociaria ainda vá lá. Afinal, cada um tem sua lista de favoritos e ninguém tem o direito de meter o mouse nisso. Agora, entregar o "produto" sem saber mais do que o nick dos vencedores/compradores/parceiros? Ela nunca ouviu falar em negociação segura pela Internet?

Caro internauta, este editor do UOL Tablóide só recomenda que você mantenha seu anti-vírus atualizado, nunca digite informações confidenciais em sites não confiáveis e tenha mais juízo que a tal 'vendedora', no mundo virtual e no real.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos