Mulher de 120 anos e 250 bisnetos atribui longevidade à dieta mediterrânea

da Redação

Miriam Amash viveu sob o Império Otomano, o Protetorado Britânico e o Estado de Israel, durante os 120 anos que figuram em sua carteira de identidade: uma conquista que ela atribui "à dieta mediterrânea e à paz de espírito".

Apesar dos olhos cansados e do rosto com as marcas do tempo, Miriam conserva uma surpreendente energia e um estupendo sentido de humor, que ela considera o segredo para uma longevidade que poderia render uma citação no Guinness. "É preciso levar as coisas com calma e evitar os problemas: ter uma vida feliz", disse essa avó, bisavó e tataravó árabe com cidadania israelense.

A tia Izildinha, que não revela a idade nem sob tortura, concorda que é preciso levar as coisas com calma -mesmo sendo tia do Editor do UOL Tablóide, aquela mala-sem-alça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos