Ladrão vai à igreja pedir perdão por roubo e é preso

da Redação

No país com o maior número de católicos do mundo, um ladrão acabou preso após pedir perdão pelo roubo em uma igreja. No último sábado (29), Neander Pinto simulou estar armado, assaltou o designer Marcelo Peneluppi, em São José dos Campos (SP) e, depois de alguns minutos, entrou na igreja de São Sebastião.

Uma testemunha viu o acusado no local e avisou a polícia, que o encontrou na sacristia, sozinho, ajoelhado e com as mãos para o alto. "Ele falou que estava rezando para pedir perdão a Deus", relatou o soldado Cássio Clay de Araújo.

O policial não teve compaixão ao próximo, nem perdoou seu 'irmão', pediu proteção ao Santo Expedito - padroeiro da Polícia Militar - e prendeu o assaltante. Ao ladrão carola restou apelar a São Nicolau - protetor dos prisioneiros - e esperar a justiça divina.

Neander, que já tinha passagem pela polícia por duplo homicídio e estava em liberdade condicional, foi levado para a cadeia de Jacareí.

As informações são da Agência Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos