Joalheiro é condenado a pagar 11 mil euros a modelo com espinhas

Da Redação

A justiça alemã condenou um joalheiro a pagar indenização de 11 mil euros a uma modelo demitida após uma sessão de fotos. O motivo da demissão? Espinha.

Pois é, a moça tinha espinhas. O joalheiro argumentou que, por causa das "inflamações e impurezas" na pele da moça, ele só conseguiu usar uma das fotos tiradas durante a sessão. A desculpa, porém, não colou e a Audiência Provincial de Munique considerou a demissão "improcedente".

Deve ter sido porque a própria agência disse que havia informado o cliente sobre as "pequenas impurezas cutâneas" da moça antes de firmar o contrato.

De qualquer forma, ponto para a moça. E para a espinha. Tia Izildinha não vê porque as duas não podem conviver pacificamente desfrutando do glamour de aparecer em um catálogo de jóias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos