Menino de dez anos não ganha desconto em restaurante por ser alto

Do UOL Tabloide*
Em São Paulo

Um menino de dez anos foi medido por funcionários de um restaurante para que se certificassem se ele poderia ou não receber um desconto dado a todos os clientes que são crianças. E, o que é pior: ele ainda ficou sem o desconto - por nove centímetros!

Na semana passada, Ben Gardner e sua família foram ao bufê de comida chinesa Angel Chef ("chefe anjo"), em Gloucester, para um jantar.

Eles esperavam tirar partido do fato de a refeição para crianças, no restaurante, custar metade do preço. Entretanto, foram surpreendidos quando funcionários do bufê, ao verem o garoto enchendo seu prato, foram medi-lo para ver se ele ganharia ou não o desconto.

O Editor do UOL Tabloide acha que essa história lembra a disputa pela coroa de Miss Universo 1954. A brasileira Martha Rocha, favorita ao título, teria ficado em segundo lugar porque seu quadril era "duas polegadas" maior que a da concorrente, a norte-americana (Miriam Stevenson), que ficou com o título.

Duas polegadas a mais em 1954, nove centímetros a mais em 2009. O Editor do UOL Tabloide acredita que tamanho não é documento, por mais que o pessoal do spam "enlarge your penis" insista tanto.

*Com informações do "Metro"

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos