Para curar doença pulmonar, empresa manda funcionária fazer... sexo

Do UOL Tabloide* Em São Paulo

Uma mulher australiana que afirma ter desenvolvido bolor em seus pulmões por ter trabalhado em um porão úmido contou que disseram para ela fazer sexo para curar seu problema de saúde. A informação foi divulgada nesta terça-feira (7) por sua advogada.

Regina Senger está processando seu empregador e o dono do prédio em que trabalhava depois de ter desenvolvido dor de cabeça intensa, sinusite e problemas respiratórios.

Senger foi obrigada a trabalhar sozinha em uma umidade "onipresente e fedida", segundo ela, com mofo crescendo nas paredes e no carpete. Os testes reveleram que cresceu bolor em seus pulmões.

Em um "desrespeito flagrante" por seus sintomas, lhe disseram que fazer sexo poderia curar seus problemas de saúde, quando ela pediu para ser transferida do prédio, informou sua advogada.

"As lesões e os problemas de saúde causados são muito importantes no sentido dos impactos sobre todos os aspectos da vida", afirmou.

Senger deixou a empresa para se submeter a tratamento médico em março, e agora só é capaz de trabalhar por meio período, contou a advogada.

*Com informações do Yahoo News

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos