Após protesto contra o governo, mulher do governador é suspensa do cargo e proibida de entrar no gabinete

Do UOL Tabloide
Em São Paulo

Casamento é casamento, política é outra coisa.

O governador da província argentina de Chaco, Jorge Capitanich, suspendeu a mulher, Sandra Mendoza, de seu cargo no gabinete e proibiu sua entrada na sede do governo local, após saber que ela participou de um protesto opositor.

A decisão de Capitanich foi anunciada hoje (dia 1) depois que Sandra tentou impedir, na quarta-feira, que a polícia tirasse um grupo de manifestantes acampados diante da sede do governo em protesto.

Imagens divulgadas hoje mostram a resistência de Sandra com os policiais durante um tumulto que terminou com a detenção de manifestantes.

Sandra Mendoza, deputada eleita e antiga secretária de Saúde, foi alvo de críticas da oposição e da imprensa por sua gestão durante a última epidemia de dengue na província, uma das mais pobres do país.

Capitanich então a substituiu do cargo e atualmente trabalhava como representante provincial no chamado Programa de Saúde Familiar e Educação para a Saúde e como coordenadora geral em programas de saúde esportiva, voltados para a adolescência e escolar.

Fonte: EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos