Mulher desobedece decisão da Justiça e volta a fazer sexo escandalosamente

Do UOL Tabloide
Em São Paulo

A Justiça britânica deu a ordem: pode fazer sexo, mas não incomode seus vizinhos sendo escandalosa. Ela, entretanto, desobedeceu a determinação. Três vezes.
 

  • Reprodução

    Caroline Cartwright, 48 anos, e seu marido Steve: os vizinhos não gostam muito deles

Essa é a história de Caroline Cartwright publicada nesta terça pelo jornal britânico "The Sun". Autoridades britânicas receberam muitas denúncias contra Caroline até emitirem tal ordem. "Muitas" quantas, pergunta o internauta. Mais do que algumas. Mais do que dezenas. Foram centenas de reclamações, segundo o "The Sun".

Entre os que reclamaram da balbúrdia estão uma mãe que levava seu filho à escola e até o carteiro.

Caroline apelou da decisão que a proibia de ser escandalosa alegando ser "impotente" ("powerless", no original) de se controlar durante o, digamos, ato romântico. Segundo sua defesa, restringir seu direito de se expressar durante o ato é uma violação dos seus direitos humanos. (Por "se expressar durante o ato", alguns vizinhos diriam "esgoelar-se feito uma doida".)

O Editor do UOL Tabloide, sempre romântico, tende a achar que sexo é como show do Metallica: mesmo quando é ruim, é bom. Não necessariamente para os vizinhos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos