Mulher obriga filha a se casar em troca de porco e tapetes

Da Agência EFE Em Sydney (Austrália)

Uma mulher neozelandesa foi acusada de agredir e sequestrar sua própria filha, de 17 anos, para obrigá-la a se casar e manter relações sexuais com o pai de seu namorado, que pagou o "dote" com um porco e tapetes.

Segundo o jornal local "Sunday Star-Times", a menina é de Tonga e recusou-se a aceitar o casamento imposto. Ela escapou com seu namorado na noite da cerimônia, mas sua mãe a agrediu e a levou de volta.

A vítima denunciou o caso, e agora a mulher e o homem foram formalmente acusados pela Justiça. A mãe pode pegar uma pena máxima de 14 anos.

Fontes próximas à família disseram ao "Sunday Star-Times" que, apesar disso, a adolescente segue vivendo com seu marido, contra sua vontade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos