Igreja "fracassa" e vira loja de conveniência

Do UOL Tabloide*

Em São Paulo

  • Reprodução/Metro.co.uk

    Vitrais figuram ao lado de produtos

    Vitrais figuram ao lado de produtos

Os corredores de uma igreja foram substituídos por corredores de caixas onde os clientes podem comprar mantimentos - tudo sob o olhar atento de personagens bíblicos representados no edifício ornamentado com vitrais.

O badalar dos sinos da igreja e o som sombrio do órgão em uma manhã de domingo vão ser substituídos pelo barulho da caixa registradora e anúncios de clientes no sistema de som na ex-igreja Igreja Metodista Westbourne em Bournemouth, Dorset (Reino Unido).

Bob McKinley, ex-ministro na igreja, que esteve vazia por três anos, disse que está "triste".

"Você pode dizer que é inapropriado ter uma loja de conveniências em uma igreja, mas a partir do momento em que foi vendida não está mais sob nosso controle", completou.

Há uma passagem da Bíblia que descreve Jesus expulsando os mercadores do Templo de Herodes: "Saiam daqui! Não façam da casa de meu Pai uma casa de mercadorias", diz a passagem.

James Rippon, um contabilista que mora perto, disse: "Eu suponho que isso representa as prioridades das pessoas nos dias de hoje - a conveniência de poder comprar o seu pão alguns quilômetros mais perto é mais importante que a oração e da religião".

Sábias palavras, Rippon. O Editor do UOL Tabloide ficou imaginando a enorme catedral da Sé se transformando em um supermercado, um restaurante ou quem sabe uma enorme livraria especializada em gibis.

*Com informações do site Metro.co.uk

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos