Topo

Pato adotado por homem de 65 anos vai ao pub, lê e até usa Facebook

09/09/2011 12h41

A história de amor de hoje é trazida até você pelo Daily Mail. Logo que nasceu, em Devon (Reino Unido), Star, um patinho feio, foi abandonado pelos seus semelhantes com dias de vida.

Como isso não é um conto de fadas, ele não virou um lindo cisne; a vida real é mais complexa. Para substituir a ingratidão familiar, Star arrumou a figura paterna que pôde. No caso, o emplumado órfão elegeu pra pai seu criador, Barrie Hayman, 65. Os laços entre os dois se fortaleceram após o homem tirar o pato de sua incubadeira, onde ele sofria com o bullying de seus semelhantes, e levá-lo para sua casa.

Desde então, e lá se vão três meses, a dupla faz tudo junto. Isso inclui ir ao pub, assistir ao jogo de rugby e até mesmo ir às compras. Moral da história: graças à sua estrela - e à ajuda de Hayman -, Star, o pato borralheiro, deu a volta por cima e hoje é sucesso na cidade.

Ele até se interessa por outras coisas, como a....literatura, segundo sua página no Facebook. (Como assim você nunca viu um pato ter página no Facebook? Céus, em que mundo você vive?)

Entre os livros de cabeceira do animal estão "A menina e o porquinho" ("Charlotte's web", em inglês), de E.B. White, e "A revolução dos bichos", clássico de George Orwell em que os porcos tramam para tomar o poder e o resto do sítio cai feito patinho.

Tabloide