Topo

Sujeito sequestra bebê de prostituta porque ato sexual foi interrompido

Rivera não teve dó da pequena filha da Leah - Divulgação/Polícia do condado de Volusia
Rivera não teve dó da pequena filha da Leah Imagem: Divulgação/Polícia do condado de Volusia

Do UOL Tabloide

Em São Paulo

30/11/2011 12h28

Um homem roubou o bebê de uma prostituta porque ela decidiu interromper o ato sexual com ele, nos Estados Unidos.

Carlos Rivera, de 23 anos, sequestrou a pequena Lupita Gonzalez, de apenas um ano, quando a mãe da bebezinha, a prostituta Leah Wiley, de 30 anos, o trocou por outro cliente.

Os dois participavam de uma festa regada a drogas, na Flórida. Rivera se revoltou porque já havia pago Leah.

Depois de roubar o bebê, Rivera se assustou com as ameaças da mãe e largou a pequena em um campo.

Ele ligou para a polícia para dizer que um bebê havia desaparecido, mas alegou não saber o que havia acontecido.

Desconfiados, os policiais abordaram Rivera que confessou o crime e os levou até Lupita. A criança foi levada a um hospital onde está sendo tratada.

Rivera foi preso por abuso de menor e sequestro. Lupita e os outros dois filhos de Leah foram levados pelo Conselho Tutelar local.

*Com informações do New York Daily News

Mais Tabloide