Topo

Para cão se sentir mais feliz, dona 'arranja' casamento canino

Rayder Bragon

Do UOL, em Belo Horizonte

09/06/2014 06h00

Uma moradora de Belo Horizonte decidiu “casar” o cão de estimação do filho, um belo exemplar da raça Golden Retriever, após o animal ter tido uma aparição especial e feito o maior sucesso no casamento do rapaz.

A engenheira Maria de Lourdes Vaz de Melo e Araújo, que prefere ser chamada de Lourdinha, conta que preparou uma surpresa para o filho e conseguiu um smoking para Simba, um cachorro de três anos, que foi uma espécie de anfitrião para os convidados e se postou na porta da igreja, em abril deste ano.

"Todo mundo ficou apaixonado. O sucesso foi tanto que eu e o adestrador que cuida e trata dele resolvemos arranjar um casamento para ele", conta entre risos Lourdinha.

Segundo ela, a intenção também da família foi fazer o cão se sentir mais "feliz". A cerimônia foi realizada na casa da engenheira, no dia 17 de maio deste ano e contou com uma superprodução que deixou o casamento da Sub da Sub do UOL Tabloide no chinelo, com direito a fotógrafo, cardápio para humanos e um bolo especialmente produzido para os animais.

A cadela escolhida para ser a noiva de Simba foi a simpática Cacau, outro belo exemplar da mesma raça. A "mãe" da noiva topou a parada, mas impôs uma condição: como a cadelinha só tem nove meses, os bichos somente poderão partir para a lua-de-mel quando ela completar um ano e estiver no cio, de acordo com a dona do Simba.

"É um casamento moderno. Marido e mulher moram em casas separadas", avaliou Lourdinha.

Doces e refrigerante

No dia do casório animal, na prática, os convidados foram os cachorros dos amigos dos proprietários dos noivos. Os donos dos "convidados" foram de companhia, além de crianças e vizinhos. Com vestido de noiva e unhas das patas pintadas, Cacau apareceu linda e majestosa para se casar. Já Simba repetiu a fórmula de sucesso e não dispensou o smoking da sorte.

"Eu chamei muita criança. Fiz questão disso. Tinha mais criança porque eu achei que elas iam adorar", afirmou Lourdinha.

O casal de noivos foi conduzido ao local dentro de um carro preparado especialmente para a ocasião. Rumo ao altar, eles foram levados pelo tratador e desfilaram em tapete vermelho. No lugar do padre, estavam os donos que receberam os pombinhos, ops, os cachorros com uma tigela de refrigerante especial para cães, selando a união canina.

Inicialmente, o fotógrafo Thiago Giesbrecht disse ter estranhado ter sido contratado para fotografar o evento, mas depois relaxou. 

"Foi totalmente inusitado e engraçado. Eu nunca tinha pensado em oficializar fotograficamente um casamento canino, mas foi interessante, bem solto", contou. O valor gasto na cerimônia não foi revelado.

Mais Tabloide