PUBLICIDADE
Topo

Tabloide

Concurso no qual "é bonito ser feio" elege o homem mais feio do país

Rayder Bragon

Do UOL, em Belo Horizonte

13/07/2015 13h59

E pelo nono ano consecutivo, a festa do Arraiá do Divino, realizada em Contagem (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, elegeu o rostinho mais “feioso” do país. Em um certame no qual o lema “é bonito ser feio” sempre foi levado a sério, o carregador Ângelo Ramos, 37, conhecido como “Tartaruga Ninja”, levou a melhor e alcançou o primeiro lugar, sendo agraciado com o título de “Feio Profissional”.

Eleito na noite deste domingo (12), o homem mais feio do país foi para casa com cinco metros de linguiça, uma foice e um litro de cachaça ruim, além de R$ 1.000 em dinheiro.

Já o segundo colocado, Luiz Armando Porto, 42, intitulado de “Feio Sub-20”, embolsou R$ 100 (em notas de R$ 2), um pôster do Tiririca e uma escova de dentes usada.

Conforme a organização do evento, ele também atende pelo apelido de “Chucky, o boneco assassino”.

Dimar Quirino, 53, o terceiro mais ‘feioso” e conhecido por “Bigode”, foi premiado com R$ 50 (em moedas) e um relógio do Ben 10, além do título de “Feio Amador”.

O trio foi eleito por dez jurados que, segundo o organizador, “entendem de feiura”. O público que prestigiou o evento afamado precisou doar um quilo de alimento não perecível para ter acesso ao desfile dos candidatos.

“Ficando lindo”

De acordo com Fábio Medeiros, idealizador da festa, além dos prêmios, o primeiro colocado “recebe acompanhamento da produção do evento para buscar, através dos parceiros que temos, tratamentos de saúde, odontológico, estética e clínicas de recuperação”.

Tabloide