Baita cofrinho! Bancos se negam a trocar R$ 184 mil em moedas de chinês

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters

Um empresário chinês está com dificuldades de trocar milhares de moedas por cédulas de dinheiro e crédito bancário.

O dono da lavanderia Zhang, em Zhengzhou, na província de Henan, no centro da China, afirmou ao jornal "People's Daily Online" que tem um valor superior a 300 mil yuans em moedas (R$ 184 mil).

As moedas pesam cerca de 1,5 tonelada e foram armazenadas em sacos plásticos que contêm 500 moedas de 1 yuan cada.

Reuters

O senhor Zhang não conseguiu então pagar os salários dos funcionários e nem a hipoteca depois de vários bancos que ele vistou se recusarem a converter suas moedas em notas. Os bancos disseram que ele só podia trocar até 3.000 moedas por dia. O esperto chinês apelou então para a imprensa local para tentar arranjar uma solução e cumprir com suas obrigações financeiras.

O negócio do chinês, localizado em universidades e aldeias desde 2009, são aquelas máquinas de lavar que você pode usar mediante o pagamento em moeda.

Normalmente, ele consegue trocar suas moedas nas próprias universidades, de acordo com o "Daily Mail", mas por causa das férias não conseguiu e assim acumulou 300 mil yuans em menos de três meses. Isso é que é cofrinho de respeito!

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos