Ela não queria que o marido embarcasse em Genebra e inventou uma bomba

Em Genebra

  • Divulgação

    Aeroporto de Genebra, na Suíça

    Aeroporto de Genebra, na Suíça

Uma mulher que queria impedir que seu marido pegasse um voo provocou nesta quarta-feira (27) um falso alerta de bomba no aeroporto de Genebra, informaram as autoridades suíças.

O Ministério Público de Genebra indicou que a mulher, de nacionalidade desconhecida, havia telefonado de Annecy (França).

O MP acrescentou que um processo penal foi aberto na Suíça e na França.

De acordo com a Justiça suíça, uma mulher telefonou terça-feira (26) à noite para a alfândega de Genebra para denunciar "a presença, hoje (quarta-feira), de uma pessoa com uma bomba no setor francês do aeroporto" Genève-Cointrin.

Autoridades reforçam segurança no aeroporto de Genebra

Informado pela polícia do aeroporto, o MP de Genebra identificou o número de telefone que foi localizado em Annecy, uma cidade nos Alpes franceses, perto da fronteira.

As autoridades francesas invadiram a casa correspondente e encontraram uma mulher que admitiu ter realizado o telefonema para "impedir a viagem de seu marido", sem dar mais detalhes.

Este falso alarme levou a polícia a reforçar o seu aparato de segurança no aeroporto de manhã.

A história está mal contada. Por que será que ela não queria que o marido embarcasse? Fica a dúvida no ar...

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos