Polêmica! Americana vende testes positivos de gravidez para pagar faculdade

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Venda de testes positivos de gravidez pela internet. Questionável, não?

    Venda de testes positivos de gravidez pela internet. Questionável, não?

Uma mulher causou polêmica nos Estados Unidos por vender testes de gravidez positivos pela internet. A americana, que não teve o nome divulgado, mas que vive na cidade de Jacksonville, na Flórida, está grávida de três meses.

Ela vende testes positivos de gravidez ou de urina por US$ 30 (cerca de R$ 100) e diz que está usando o dinheiro para pagar sua faculdade. A mulher também afirma que não faz nenhum tipo de pergunta ao comprador.

Segundo o canal de TV WJAX/WFOX, que entrou em contato com a vendedora, ela teve a ideia do negócio quando pesquisava, na internet, formas de ganhar dinheiro durante a gravidez.

Apesar de ser questionável do ponto de vista ético, já que o comprador poderia usar o teste para fazer chantagem ou conseguir algum tipo de benefício, não existe nada na lei americana que proíba a mulher de fazer este tipo de venda.

Há, no entanto, leis que impedem a venda de urina. A compradora do teste que quiser se passar por grávida para conseguir algum benefício também pode ser alvo de uma ação judicial por fraude.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Outras notícias peculiares

UOL Cursos Online

Todos os cursos