Italiano consegue divórcio após alegar que mulher estava possuída pelo demônio

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

Um homem conseguiu se divorciar da mulher, na Itália, depois de alegar que ela estava possuída pelo demônio. A informação é do jornal "Corriere della Sera". Segundo o processo, desde 2007, a mulher - que não teve o nome divulgado - começou a apresentar um "comportamento inexplicável".

Ela passou a ter convulsões, enrijecimento muscular entre outros fenômenos estranhos. A irmã dela, um padre e um monge capuchinho confirmaram na Justiça que a mulher -- uma católica fervorosa -- chegou a arremessar um banco de um altar de uma igreja usando apenas uma mão. Uma outra testemunha afirmou que chegou a ver a italiana levitando, antes de cair no chão.

A Justiça afirmou que a mulher estava "claramente agitada", mas sem ter muita ideia de suas ações. Mesmo assim, o juiz disse que o comportamento estranho não poderia ser atribuído a uma doença, já que ela foi examinada por médicos e nada de diferente foi constatado. A italiana também passou por vários exorcistas, mas, nenhum deles surtiu resultado.

Por fim, a Justiça italiana acabou determinando o divórcio do casal, que tem dois filhos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos