Homem é condenado a prisão por cortar peixinho de aquário no meio

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

    Garoto tinha um peixe beta

    Garoto tinha um peixe beta

Um americano foi condenado a 120 dias de prisão depois que a polícia descobriu que ele havia cortado um peixinho de aquário no meio durante uma briga doméstica, em Bristol, Connecticut, EUA.

Segundo o jornal "Bristol Press", Juan Vega, de 33 anos, admitiu na Justiça ser culpado do crime de violação da paz. Com isso, a denúncia de crueldade contra animais foi rejeitada.

De acordo com a polícia, Vega discutiu com sua namorada e danificou a casa. Segundo a vítima, Vegas chegou ao local sem avisar e começou a discutir com ela.

Ainda segundo a polícia, Vegas teria dito que pegaria seus pertences e iria embora. Então ele a empurrou e chutou a TV, que quebrou. Mais tarde, quando a vítima, que não teve o nome identificado, notou que outros objetos haviam sido destruídos.

Foi o filho de nove anos dela que contou aos policiais sobre o peixinho.

Quando a polícia conversou com o filho da vítima, ele disse que seu peixe havia sido cortado ao meio.

O promotor do caso afirmou à Justiça que a morte do peixe traumatizou a criança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos