Segurança atira em si mesmo durante horário de serviço e finge atentado

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStock

Um segurança que foi baleado no ombro em serviço, na noite de terça-feira (12), foi preso pela polícia de St. Paul, nos Estados Unidos, acusado de falso relato de crime.

Brent Patrick Ahlers, de 25 anos, inicialmente contou à polícia que havia sido baleado por outra pessoa. No total, 55 policiais e quatro cães fizeram uma busca pelo autor do disparo no campus da Universidade St. Catherine, onde o segurança trabalha.

Com medo do tal atirador, os 1.800 estudantes do campus ficaram abrigados em seus quartos durante a noite, em um clima de muita apreensão e medo.

No entanto, os investigadores perceberam que havia algo estranho nos relatos de Ahlers e, por isso, suspenderam a busca. O segurança não conseguia dar uma descrição plausível do atirador.

Ahlers acabou detido na noite de quarta-feira (13), quando admitiu ter atirado em si próprio ao mexer em sua arma. Segundo ele, a história de um atirador só foi criada por medo de perder o emprego.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos