Laboratório nega que fumaça vinda de fábrica de Viagra cause ereção

Do UOL, em São Paulo

  • AP

    Para a Pfizer, fabricante do Viagra, tudo não passa de boato. A empresa chamou as histórias de "mitos"

    Para a Pfizer, fabricante do Viagra, tudo não passa de boato. A empresa chamou as histórias de "mitos"

Moradores de Ringaskiddy, na Irlanda, afirmam que a fumaça que sai da fábrica onde é feito o remédio para disfunção erétil Viagra está afetando a população masculina. Os locais dizem que estão tendo ereções causadas pela poluição do ar.

Alguns dizem que até mesmo os cachorros andam mais excitados por conta da fumaça que sai do local. Há, até mesmo, quem culpe a água do local, dizendo que há resquícios de Viagra no abastecimento da cidade.

Para a Pfizer, fabricante do Viagra, tudo não passa de um boato. A empresa chamou as histórias de "mitos" e publicou uma nota para se explicar.

"Nossos processos de fabricação são altamente sofisticados e regulados", afirmou o laboratório.

Mas as pessoas de Ringaskiddy não acreditam muito na explicação dada pela Pfizer. Mas, cá entre nós, não estão reclamando da tal contaminação. Dizem, por lá, que para alguns moradores, a fumaça tem sido um verdadeiro presente dos céus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos