Topo

Com atualização de software, Apple espera burlar proibição na China

Gilles Sabrie/The New York Times
Consumidores testam iPhones em loja da Apple em Pequim Imagem: Gilles Sabrie/The New York Times

Adam Jourdan e Stephen Nellis

Da Reuters, em Xangai e San Francisco

14/12/2018 11h54

A Apple, que enfrenta a possibilidade de ter alguns modelos de iPhones proibidos na China por violações de patentes da Qualcomm, disse nesta sexta-feira (14) que fará atualizações de software para usuários em uma tentativa de evitar possíveis problemas.

As atualizações serão realizadas no início da próxima semana "para resolver qualquer possível preocupação com a nossa conformidade legal", disse a Apple em comunicado enviado à Reuters.

No início desta semana, a Qualcomm informou que um tribunal chinês expediu uma liminar proibindo a venda de alguns modelos de iPhone por violação de duas de suas patentes, embora advogados de propriedade intelectual tenham dito que a proibição provavelmente levaria tempo para ser aplicada.

Um iPhonão desse, bicho

Manda mais que está pouco: com iPhone XS Max, a Apple se rendeu à telona! Relembre a evolução

Leia mais

"No início da próxima semana, vamos entregar uma atualização de software para usuários de iPhone na China, abordando a pequena funcionalidade das duas patentes em questão".

O caso, apresentado pela Qualcomm, faz parte de uma disputa global de patentes entre as duas empresas norte-americanas, que inclui dezenas de ações judiciais. O impasse cria incerteza sobre os negócios da Apple em um de seus maiores mercados, num momento em que as preocupações com o declínio da demanda por novos iPhones estão prejudicando suas ações.

A Apple entrou com um pedido de reconsideração da decisão que afeta iPhones do 6S até o X. A Qualcomm compartilhou com a Reuters uma cópia da apelação.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber