Topo

Tecnologia


15 coisas que o celular já substituiu ou pode substituir em breve

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

2016-08-29T06:00:00

2016-08-29T08:32:23

29/08/2016 06h00Atualizada em 29/08/2016 08h32

Ainda que tenham sido criados com o objetivo de fazer ligações sem a limitação dos fios e de espaço, os celulares atingiram tamanha proporção que, atualmente, parecem terem migrado tudo (ou quase tudo) da vida real para a tela. A chamada, inclusive, parece ter até perdido espaço em meio a tantos recursos, que se multiplicaram com o advento da internet e dos aplicativos. 

Veja abaixo 15 coisas que o smartphone já substitui ou pode substituir em breve:

  • Reprodução/Lefty's

    1. Despertador

    Os despertadores viraram praticamente uma relíquia, mas não o seu ódio por aquele barulho que interrompe o seu sono (sempre ou quase sempre na melhor parte de um sonho). Agora, quem corre o risco de ser arremessado na parede toda manhã é o celular.

  • Julia Guglielmetti/UOL

    2. Relógio

    Basta perguntar a hora para qualquer pessoa que você vai ver. A grande maioria não olha no pulso --mesmo aqueles que ainda gostam de usar relógio --, certamente vai consultar o celular para te dar uma resposta.

  • Thinkstock

    3. Mapas, guias de ruas e até o GPS

    Você se lembra dos guias de ruas? Até mesmo quem usou, deve se perguntar como conseguia encontrar endereços em meio a tantos mapas e códigos. Até que inventaram o GPS, que apesar de muito mais prático não teve uma vida útil tão longa. Logo, foi substituído pelos aplicativos de mapas, que podem ser acessados pelo celular a qualquer hora e lugar, até mesmo quando se está off-line.

  • Getty Images

    4. Cartões de crédito e débito

    O uso do celular para pagar contas já começou a ganhar força. Claro que não tanto no Brasil. Mas, o que se vê, é uma tendência que certamente vai substituir os cartões de crédito e de débito

  • Alan Marques/Folhapress

    5. Banco

    Ir ao banco se tornou cada vez menos necessário. Pagar contas, fazer transferências, consultar saldos... tudo agora é possível fazer pelo celular. Ou melhor, quase tudo. Para fazer saques, ainda é preciso até uma agência ou um caixa eletrônico. De qualquer forma, a economia de tempo com filas é mais do que considerável.

  • Reprodução

    6. Documentos pessoais

    Chega de ficar carregando o passaporte [no caso em uma viagem], documentos de identidade e a carteira de motorista para cima e para a baixo com o risco de ser assaltado ou perde-los por aí. Alguns países como EUA, Irlanda e Angola já tem migrado grande parte desses documentos para dentro do celular. Agora resta saber se as autoridades brasileiras vão seguir o mesmo caminho. Que seria uma boa, não resta dúvidas, nê?

  • Getty Images

    7. Telefone fixo

    Não que o telefone fixo tenha sido extinto, mas certamente o seu uso tem se tornado cada vez mais escasso. Que pagar taxas extras e exorbitantes para ligações interurbanas, que nada! O uso de aplicativos gratuitos tem facilitado e muito a comunicação de longa ou curta distância. Um contato que não se limita à audição e se estende à visão.

  • Divulgação

    8. Lanterna

    Os celulares nem tinham internet ainda, mas já contavam com lanternas. Quem é que não se lembra dos antigos aparelhos da Nokia? Fizeram história. Atualmente não são todos os smartphones que vêm de fábrica com o recurso, mas é fácil encontrar aplicativos de lanterna gratuitos para todos os sistemas operacionais. Assim, dificilmente você ficará no escuro (ao menos que queira).

  • Getty Images

    9. Agenda telefônica

    Quem é que ainda anota o telefone dos amigos, parentes ou médicos em um papel dividido por letras do alfabeto? Dá para contar nos dedos, não é mesmo? O celular assumiu a função desse item --cada vez mais escasso nas papelarias. Uma substituição que, por um lado, facilita o acesso aos números, mas, por outro, dificultou a memorização até mesmo dos telefones considerados mais essenciais.

  • Reprodução/Olhar Digital

    10. Câmera fotográfica

    Cada passo é um flash! Esse é um ditado que, com a inclusão de câmeras nos celulares, se tornou válido não apenas para modelos e/ou artistas. Muitos dispensam o uso das câmeras fotográficas.

  • Getty Images

    11. Calculadora

    Para fazer cálculos básicos e até alguns outros mais complexos, os celulares são mais do que suficientes

  • Getty Images

    12. Bússola

    Agora é possível encontrar o Norte a qualquer momento, basta ter bateria no celular. O recurso está presente em quase (senão todos) os aparelhos disponíveis no mercado.

  • Reprodução

    13. Vídeo game portátil

    Há alguns anos esse era o gadget dos sonhos da maioria das crianças e dos amantes de jogos. Mas, agora, não passa da relíquia de um museu. Com a diversidade de aplicativos de games --gratuitos ou não--, os celulares assumiram essa função, que passou a ser muito mais acessível e democrática.

  • Braun

    14. Gravador de voz

    Tudo começou com os gravadores de fita cassete, que evolui para os gravadores digitais. Mas com era dos aplicativos --que levou tudo para dentro dos celulares-- o aparelho se tornou perfeitamente dispensável. Atualmente, há diversas opções de apps que gravam áudios e tem até aqueles que fazem o trabalho de transformar o áudio em texto.

  • Sony / Divulgação

    15. Walkman, discman e MP3 Player

    O finado Walkman já foi considerado uma grande invenção, que se tornou ultrapassada com o advento do discman, atropelado --logo na sequência-- pelos MP3 Players. Mas os aplicativos de streaming se superaram e levaram ao celular um catálogo variado de artistas e estilos para os amantes de música.

Mais Tecnologia