Topo

Tecnologia


Da jaqueta conectada a projetor de mesa: o melhor do financiamento coletivo

Divulgação
Pebble Time, smartwatch sucesso de crítica e público que nasceu no Kickstarter Imagem: Divulgação

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

11/06/2018 04h00

Apresentamos há alguns dias uma lista de dez projetos que não terminaram muito bem nas plataformas de financiamento coletivo Kickstarter e Indiegogo, muito populares principalmente nos Estados Unidos. Elas servem para que inventores e pequenas empresas peçam apoio financeiro para quem quiser apostar em seus projetos, e com essa grana, tirá-los do papel.

Só que essa história tem um outro lado, bem mais empolgante. Projetos muito legais conseguem obter o valor necessário e se tornam realidade por meio dessas plataformas. Isso mostra que no "crowdfunding" há bastante espaço para a inovação. Assim, decidimos listar aqui alguns dos produtos mais legais que já nasceram nessas plataformas.

VEJA TAMBÉM

A lista vai de relógios inteligentes e óculos de realidade virtual a coisinhas que sempre quisemos, como impressão portátil de fotos do celular. E o melhor: todos já estão à venda, não deixando ninguém na mão.

  • Divulgação

    O melhor óculos de realidade virtual

    A Oculus VR iniciou uma campanha no Kickstarter em 2012 para financiar o desenvolvimento do seu óculos Rift. Dos US$ 250 mil pedidos inicialmente, o projeto arrecadou US$ 2,5 milhões (R$ 9,7 milhões). Em 2014, o Facebook comprou a Oculus por US$ 2 bilhões (R$ 7,76 bilhões). Com tela de qualidade OLED e de alta resolução, campo de visão de 110° e fones de ouvido integrados que fornecem um efeito de áudio 3D, o Rift é considerado por muitos o melhor headset de realidade virtual da atualidade, por US$ 475 (R$ 1,8 mil).

  • Reprodução/Gizmodo

    Smartwatch simples e eficiente

    Os relógios inteligentes começaram muito antes do Apple Watch. O relógio Pebble nasceu no Kickstarter em 2012, três anos antes do acessório da Apple. E além de ser um pioneiro do gênero, tinha uma boa proposta: sua tela era no estilo "epaper" do Kindle, monocromática, mostrando basicamente informações de texto e números com fontes elegantes. Isso o dava um ar mais funcional, além de ser barato: custava só US$ 115 (R$ 446), menos da metade do relógio da Apple. A empresa infelizmente fechou as portas em 2016 e cedeu suas propriedades para a Fitbit, mas deixou uma lição importante para esse segmento: menos é mais.

  • Divulgação

    Jaqueta para geeks

    Em 2015, a jaqueta da Baubax é o sonho de todo geek e também para viajantes, com seus 15 recursos exclusivos. Além de bolsos e compartimentos específicos para iPad, fones de ouvido, celular, ainda tinha bolso para bebidas, travesseiro de pescoço inflável, capuz para proteger olhos da luz, luvas e bolso para passaporte, entre outras coisas. Custa atualmente US$ 179 (R$ 695).

  • Divulgação

    Projetor de mesa para toda situação

    Por US$ 199 (R$ 772), este projetor de mesa cabe em qualquer soquete de lâmpada comum e projeta seus conteúdos digitais integrados sob o chão ou mesa de sua casa. Pode até ser na parede, usando para isso um cabo de alimentação. Projeta de tudo: fotos, vídeos, a tela do seu celular em tempo real, tudo a seu controle. E ainda tem um visual bem bacana para combinar com a sua sala de estar, como se fosse uma lâmpada diferenciada.

  • Divulgação

    Filtro de mel em colmeias

    Que tal beber mel direto da fonte, em uma torneirinha? É a proposta da Colmeia Flow. Em fevereiro de 2015, os australianos Stuart e Cedar Anderson (pai e filho) pediram US$ 70 mil (R$ 272 mil), quantia alcançada em cinco minutos. Até o encerramento da campanha, em abril do mesmo ano, a empresa arrecadou US$ 13,3 milhões (R$ 51,6 milhões), ou 190 vezes o esperado. Atualmente essa invenção custa a partir de US$ 629 (R$ 2.440).

  • Divulgação

    Mapa de direção direto no para-brisa

    O display da Hudway se baseia em HUD, tecnologia de tela transparente que embute os dados de navegação na direção direto no vidro do para-brisa. Na verdade, ele é um suporte de celular que reflete as informações da tela dele em uma plaquinha de vidro translúcida. Fica bem mas elegante que o seu celular, além de deixar de ser um obstáculo sólido e constante enquanto você olha para a frente. Por US$ 49 (R$ 190).

  • Divulgação

    Imprima fotos na capinha do celular

    O case Prynt transforma seu celular em uma Polaroid, imprimindo pequenas fotos sem usar conexões wi-fi ou Bluetooth, pois tudo é feito pelo dock e seu app dedicado. Inicialmente surgiu para iOS em 2016, mas já tem para Android. Custa US$ 119 (R$ 462).

  • Divulgação

    Mala com rodinhas no melhor lugar

    As rodinhas de malas de viagens ajudam mas também atrapalham: quem nunca teve problemas de encaixar a mala no bagageiro por causa delas? Esta mala G-RO resolve isso ao colocar duas rodonas embutidas nas laterais do corpo do produto. A bolsa tem dois compartimentos principais. O maior é para roupas, e o menor é o "escritório", que inclui bolsos e recursos organizacionais para laptop, carregadores, documentos etc. Ele vem em duas versões: o clássico (US$ 449 [R$ 1.742]), disponível em sete cores, e uma recém-lançada edição em fibra de carbono (US$ 699 [R$ 2.712]).

  • Divulgação

    Bicicleta elétrica off-road

    Já existem muitas bicicletas elétricas por aí, mas essa Sondors tem um pneu gordo que a torna ideal para circuitos off-road, além de ter um estilo bem chamativo. Quando surgiu nos sites de financiamento, em fevereiro de 2015, chamou a atenção pelo baixo preço para esse tipo de produto: apenas US$ 499 (R$ 1.936). Hoje custa US$ 879 (R$ 3.410).

  • Divulgação

    Coolest Cooler

    Por fim, se estiver cansado de ler até aqui, que tal esse cooler multiuso? Com capacidade de 60 litros, contém ainda um liquidificador recarregável alimentado por bateria (bom para picar gelo), alto-falante Bluetooth impermeável, carregador USB, placa de corte de carnes, pratos, entre outros recursos. É para bombar a festinha na piscina. Custa US$ 399 (R$ 1.548).

Mais Tecnologia