Topo

Tecnologia


Do S ao S9: confira a evolução ano a ano dos celulares da Samsung

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

2018-02-26T16:16:29

26/02/2018 16h16

A Samsung acabou de anunciar seus mais novos celulares top de linha: o Galaxy S9 e S9 Plus. O modelo representa basicamente um pouco de "mais do mesmo" em relação ao último S8. Contudo, se olharmos para o passado e lembrarmos do primeiro S, a evolução é incrível.

O primeiro Galaxy foi anunciado em março de 2010, há oito anos. De uma pequena tela de quatro polegadas às atuais de mais de seis, é visível o quanto a linha S mudou. Confira abaixo a evolução do design dos celulares da empresa sul-coreana. 

Veja também: 

  • Reprodução

    Galaxy S (2010)

    Tinha câmera de 5 MP na traseira (alguns modelos tinham câmera VGA na frente), armazenamento entre 2 GB e 16 GB (expansível para 64 GB), 512 MB de RAM e bateria de 1.500 mAh. A tela de quatro polegadas chamava a atenção por ser maior que de outros modelos no mercado (o iPhone tinha tela de 3,5 polegadas). Esse marcou a linha S pelos ano seguintes.

  • Divulgação

    Galaxy SII (2011)

    Ampliou a tela para 4,3 ou 4,5 polegadas e o armazenamento chegou a 32 GB. A RAM chegou a 1 GB, e a bateria, a 1.800 mAh. Já a câmera traseira era de 8 MP, enquanto a frontal tinha 2 MP.

  • Divulgação

    Galaxy SIII (2012)

    A tela continuou crescendo: chegou a 4,8 polegadas, com o armazenamento de até 64 GB. A RAM passou a ter três tamanhos diferentes: 1, 1,5 e 2 GB. A bateria era de 2.100 mAh, sem evolução notável nas câmeras. Trouxe uma tecnologia que permitia usar mais de um app ao mesmo tempo, em tela dividida. Virou objeto de desejo.

  • Divulgação

    Galaxy S4 (2013)

    A tela foi para 5 polegadas, enquanto o armazenamento permaneceu em 64 GB. A RAM era de 2 GB, e a bateria contava com 2.600 mAh. A câmera traseira chegou a 13 MP, e a frontal seguiu em 2 MP. O novo celular chegou com diversos recursos que tornavam o aparelho mais "smart", como barômetro, capacidade de medir temperatura do ar.

  • Ana Ikeda/UOL

    Galaxy S5 (2014)

    Tela de 5,1 polegadas e RAM entre 2 GB e 3 GB, já o armazenamento ficou igual. O celular, com bateria de 2.800 mAh, ganhou resistência à água, leitor de digitais e a capacidade de gravar vídeos em 4K. A câmera foi para 16 MP na traseira e tinha 2 MP na frontal. O visual que lembrava um band-aid não convenceu, e o principal designer do aparelho, Chang Dong-hoon, pediu demissão.

  • Larissa Leiros Baroni/UOL

    Galaxy S6 (2015)

    A Samsung adotou três modelos: o S6, o S6 edge e o S6 edge+. A tela podia chegar a 5,7 polegadas no edge+, que trouxe pela primeira vez tela curva nas laterais. O armazenamento chegou a 128 GB, e o RAM, a 4 GB. A bateria máxima é de 3.000 mAh na versão mais cara. Sua câmera tinha 16 MP na traseira e 5 MP na frontal. A Samsung estava de volta jogo.

  • Divulgação

    Galaxy S7 (2016)

    Manteve as tendências. Pela primeira vez, apareceram o display always-on e a câmera dual pixel. A resistência à água ficou maior, com certificação IP68. Sem mudanças no RAM e armazenamento, mas a bateria chegou a 3.600 mAh no edge. As câmeras eram de 12 MP na traseira e 5 MP na frente.

  • Vinicius Andrade/UOL

    Galaxy S8 (2017)

    O S8 fez muito barulho: com tela "infinita", eliminou os botões físicos para deixar a frente do aparelho quase sem bordas. O celular chegou a 6,2 polegadas de tela, em um tamanho de corpo próximo ao do S7. Apesar do armazenamento seguir o mesmo, houve uma versão com 6 GB de RAM. Sua câmera era de 12 MP na traseira e 8 MP na frente.

  • Márcio Padrão/UOL

    Galaxy S9 (2018)

    Manteve o design do S8, sem grandes mudanças. Pela primeira vez, a câmera dupla chegou à linha S --mas sem evoluções no MP. Como novidade, a abertura variável na câmera que garante fotos melhores no escuro.

Mais Tecnologia