Topo

Tecnologia


iPhone X: 10 destaques que você precisa saber sobre o poderoso aparelho

Do UOL, em São Paulo

13/09/2017 04h00

A Apple finalmente acabou com a espera dos consumidores e anunciou na última terça (12) os novos modelos da linha iPhone. No ano em que a geração de produtos comemora 10 anos, a empresa deixou as surpresas mais quentes para a edição comemorativa batizada de iPhone X (lê-se iPhone 10).

Além do iPhone X, também foram lançados dois outros smartphones: o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus. Ambos, contudo, são apenas avanços em relação aos modelos 7 e 7 Plus do ano passado, sem grandes mudanças. Houve tempo ainda para anunciar um novo Apple Watch que funcionará bem menos dependente do celular e uma Apple TV 4K.

As novidades que mais levantaram a plateia do evento realizado no novíssimo Apple Park couberam, mesmo, ao iPhone X, que promete ser um dos melhores celulares no mercado. E listamos elas abaixo.

10 destaques do iPhone X

  • Reprodução

    Tela (bem) infinita

    A Apple adotou no iPhone X o que já havia aparecido no Xiaomi Mi Mix 2, LG G6, Samsung Galaxy S8 e Galaxy Note 8: a tela infinita que deixa o celular quase sem bordas em todos os cantos do aparelho. O novo display impressionante tem apenas um possível defeito: no topo da tela infinita há um corte em uma área reservada a sensores e câmeras. Isso pode incomodar e atrapalhar a visualização de apps.

  • Reprodução

    Cadê o botão home?

    A atitude mais corajosa da Apple foi sumir com o botão home, aquele botão no meio do aparelho que usamos para tudo. Não, a maçã não transformou o antigo botão físico em um botão virtual na tela como as outras fabricantes fizeram com telas infinitas e como era especulado. O botão home realmente não existe mais e agora o usuário fará uso de gestos no smartphone. Para ir para a tela home, basta deslizar o dedo de baixo para cima. Para ver todas as janelas abertas, você terá que arrastar de baixo para cima e segurar o dedo por alguns instantes.

  • Reprodução

    Seu rosto desbloqueará o celular

    O leitor de digitais é coisa do passado. Agora, seu smartphone será bloqueado com o seu rosto. A Apple introduziu no iPhone X o Face ID, que permite que sensores na parte frontal do aparelho reconheçam o usuário cadastrado como dono do smartphone e desbloqueie o celular. A Samsung já tinha reconhecimento facial em seus celulares, mas a ferramenta não era tão segura como a agora anunciada pela Apple. Mas é bom dizer que o Face ID chegou a falhar na apresentação da Apple.

  • Reprodução

    Display com qualidade OLED

    Finalmente a Apple adotou a qualidade OLED nos displays de um celular. Até aqui, a tela dos smartphones da companhia contavam com a tecnologia LCD e a qualidade Retina. Agora, o iPhone X terá a tecnologia OLED que já está presente em celulares da Samsung desde 2010. Dizem que o preço alto do novo aparelho é em parte culpa do custo das telas OLED.

  • Reprodução

    Carregamento sem fio

    Uma novidade importante dos novos iPhones (inclusive a linha do iPhone 8) é que eles terão carregamento sem fio. E como vai funcionar? Simples: agora, o carregador será um dock ligado à tomada. O usuário só precisará colocar o seu dispositivo sobre esse dock, sem conectar nenhum fio diretamente no smartphone, que o aparelho passará a carregar. A Apple promete também para 2018 um carregador chamado AirPower, que poderá carregar múltiplos dispositivos da companha ao mesmo tempo.

  • Reprodução

    Animoji: suas expressões em um emoji

    Essa novidade pode ser chamada de "firula" que a Apple costuma fazer, mas é fofa e vai agradar quem gosta de emojis. Com ajuda da tecnologia de reconhecimento facial 3D, a Apple criou os "animojis". Eles são emojis que podem se mexer e até falar. Melhor: eles vão se mexer de acordo com sua expressão facial e falarão com a sua voz gravada. Inicialmente, eles foram testados no aplicativo de Mensagens da própria Apple.

  • Reprodução

    Nova opção de foto com Portrait Lighting

    Você já gostou do modo retrato no iPhone 7 Plus? Então se prepare porque ele vai ficar ainda melhor. Um novo software da Apple permitirá criar imagens com o chamado "Portrait Lighting". A nova ferramenta será capaz de não apenas borrar o fundo e criar profundidade de campo, mas separar totalmente você do fundo. Será possível criar efeitos dignos de imagens feitas em estúdios de fotografia, como fotos mais dramáticas. A câmera dupla e o sensor conseguem mapear a foto que você tirou e mudar os contornos em torno do seu rosto. Serão diferentes efeitos como natural, estúdio, contorno e etc. As câmeras do novo iPhone X ainda conseguem gravar a 4K com 60 fps.

  • Reprodução

    Modo Retrato na câmera de selfie!

    Sim, pode comemorar: o bem-sucedido Modo Retrato, que foi copiado por concorrentes como a Asus e a Samsung, agora estará disponível também na câmera de selfie do iPhone X. Ou seja: você não vai precisar de alguém parar tirar aquelas belas fotos com o fundo desfocado, a sua própria selfie será capaz de fazer isso. A câmera frontal não será dupla, mas os sensores que atuarão no Face ID conseguirão criar o modo retrato.

  • Reprodução

    Bateria (um pouquinho) melhor

    Não, o iPhone ainda não se destacará pela duradoura bateria, muito pelo contrário. Mas alente-se: no anúncio do iPhone X, a Apple afirmou que o novo modelo terá uma capacidade de energia de duas horas a mais em relação ao iPhone 7. Não é ainda grande coisa, considerando que temos smartphones por aí que aguentam até três dias de uso longe da tomada. Mas para a Apple já é algo, né?

  • Reprodução

    Extremamente caro

    A gente deixa a má notícia para o fim, né? Infelizmente, todas essas novas tecnologias terão um preço. E bem alto. O novo iPhone X é o mais caro já feito pela empresa: custará US$ 999 nos Estados Unidos. Pode contar que ele passe dos R$ 5 mil aqui no Brasil - o iPhone 7 Plus de 256 GB, que nos EUA custava US$ 969, por aqui teve o preço de R$ 4.899.

Mais Tecnologia