Topo

Tecnologia

Negócios


Uber quer alugar cozinhas, mas tem um rival: seu ex-chefe

Neil Hall/Reuters
Imagem: Neil Hall/Reuters

Eric Newcomer

Da Bloomberg

2019-03-12T09:11:10

12/03/2019 09h11

A Uber Technologies já entrega bilhões de dólares em alimentos de restaurantes locais. Em breve, também poderia tomar conta das cozinhas desses restaurantes.

O gigante das caronas compartilhadas está testando um programa que aluga cozinhas comerciais totalmente equipadas para atender empresas que vendem alimentos por meio de aplicativos de entrega, como o Uber Eats.

No ano passado, a equipe de entrega de alimentos da Uber começou, discretamente, a alugar imóveis em Paris, de acordo com uma pessoa a par do projeto.

A empresa equipou os espaços com fornos, geladeiras, pias, fogões e outros eletrodomésticos e alugou para donos de restaurantes que planejam abrir estabelecimentos para atender exclusivamente clientes que fazem pedidos a domicílio, disse a pessoa, que pediu para não ser identificada porque o programa-piloto não foi divulgado publicamente.

Embora o programa de "restaurantes virtuais" esteja apenas no início, o empreendimento colocaria a Uber em concorrência direta com um negócio de propriedade de seu polêmico cofundador e membro do conselho, Travis Kalanick.

O ex-CEO da Uber, que foi demitido após uma série de escândalos, tentou manter seu retorno em sigilo. Ele não deu entrevistas a repórteres desde que adquiriu uma imobiliária, a City Storage Systems. Mas à medida que sua startup expande seu negócio principal de alugar espaços em cozinhas, está ficando mais difícil se esconder.

Kalanick está pensando em implementar uma estratégia de crescimento agressiva para apoiar o florescente negócio de aluguel de cozinhas, chamado CloudKitchens, disseram pessoas a par dos planos.

Ele tem contratado ex-funcionários da Uber e chamou a atenção da empresa nesse processo. A Uber fez uma advertência a Kalanick no ano passado, pedindo-lhe que não recrutasse funcionários da empresa, disseram duas pessoas.

Em um momento em que a Uber se aproxima de uma abertura de capital e estuda mudanças em seu conselho, a possível ameaça competitiva de Kalanick poderia colocar em dúvida seu cargo de diretor na Uber.

Expansão

A existência do projeto de restaurantes virtuais da Uber, o confronto com Kalanick e muitos detalhes em torno de seu novo empreendimento não tinham sido divulgados. Um porta-voz da Uber preferiu não responder a perguntas sobre o programa-piloto, mas minimizou o conflito com Kalanick.

"É encorajador ver toda a inovação em andamento no espaço de alimentos -- especialmente como as cozinhas comerciais facilitaram a abertura de restaurantes", escreveu o porta-voz por e-mail.

"Quanto mais restaurantes houver, maior será a variedade que os clientes da Uber Eats poderão desfrutar, e acreditamos que o crescimento da CloudKitchens e de outras empresas semelhantes será ótimo tanto para o setor de alimentos quanto para os consumidores."

A CloudKitchens decolou em Los Angeles e está buscando se expandir rapidamente. A empresa tem planos para operar em São Francisco e Chicago em breve.

E o "South China Morning Post" informou no mês passado a intenção da City Storage Systems de abrir na China, onde já surgiram alternativas domésticas.

Empresas semelhantes de aluguel de cozinhas existem em Londres, Paris e outros lugares. Recentemente, Kalanick fez uma turnê mundial onde se encontrou com muitos ex-funcionários da Uber. Alguns decidiram se juntar ao antigo chefe.