Topo

Ama astrologia? Então esse app é perfeito para você

Getty Images
O aplicativo Sanctuary oferece horóscopos diários e leituras astrológicas sob demanda Imagem: Getty Images

Colin Bertram

2019-03-20T15:34:37

20/03/2019 15h34

Caso você não esteja em sintonia com as estrelas, a Sanctuary Ventures, uma empresa de mídia digital que se dedica a prestar serviços místicos para millennials, quer mudar isso. Esta quarta-feira, 20 de março, é o começo do ano-novo astrológico e o lançamento do novo aplicativo de leitura astrológica da Sanctuary. Ele oferece horóscopos diários e inéditas leituras ao vivo e sob demanda com astrólogos profissionais e planeja se expandir para o mercado de comércio eletrônico (com cartas de tarô, cristais, feixes de sálvia e incensos).

Para leitores de certa idade, a pergunta "qual é o seu signo?" evoca imagens de sedutores de camisa aberta dançando em uma discoteca. Mas, como tudo na vida é cíclico, muitos millennials e integrantes da geração Z gravitam em direção à pseudociência, transformando a pergunta a respeito de qual é o seu signo solar (Áries, Libra etc.) mais uma vez em tema genérico de discussão e alimentando o florescente mercado de serviços místicos e psíquicos, avaliado em mais de US$ 2 bilhões, segundo pesquisa de mercado de 2018 da Ibis World.

O aplicativo da Sanctuary aproveita o sucesso da empresa com seu robô astrólogo para o Facebook Messenger, mas agora expande suas ofertas além dos horóscopos diários gratuitos, permitindo que os usuários façam upgrade para assinaturas mensal (US$ 19,99) ou anual (US$ 199,99) que dão acesso a leituras feitas ao vivo por bate-papo com uma equipe de astrólogos profissionais liderada pela astróloga residente Aliza Kelly.

Os assinantes podem ter acesso a uma leitura astrológica por bate-papo ao vivo uma vez por semana, e cada leitura adicional custa US$ 19,99. (No fechamento desta edição, ainda havia uma opção semanal de US$ 3,99 anunciada na App Store, mas representantes da empresa afirmam que ela será removida.)

"A astrologia é uma prática muito antiga que existe há séculos", diz o cofundador e executivo-chefe da Sanctuary, Ross Clark, que acrescenta que o tradicional ponto de entrada no espaço eram os jornais diários e revistas, ou as leituras feitas presencialmente ou por telefone. A Sanctuary pretende inverter o modelo de acesso recriando a experiência como um formato de bate-papo individual ao vivo por texto, com frases mais curtas e mais fáceis de digerir (leituras de 15 a 20 minutos).

As mensagens de texto são a linguagem dos millennials e dos jovens de hoje, por isso realmente queríamos aproveitar isso

Ross Clark

"Além de ser a linguagem com a qual eles estão mais familiarizados, esse meio nos permite oferecer uma experiência a qualquer momento, em qualquer lugar. O mecanismo baseado em texto também oferece um filtro se você estiver apenas fazendo testes ou se talvez estiver relutando em fazer esse tipo de coisa pessoalmente ou pelo telefone, por isso há uma camada que dá segurança às pessoas."

Segundo Clark, as leituras pagas são o produto monetizável central do aplicativo e as mercadorias oferecidas por meio da internet, o passo seguinte.