Topo

Empresa japonesa cria robôs capazes de detectar chulé e mau hálito

Professor Takashi Takimoto (esq) e Kennosuke Tsutsumi, presidente da CrazyLabo, apresentam o robô que detecta chulé  - Reprodução/Asahi
Professor Takashi Takimoto (esq) e Kennosuke Tsutsumi, presidente da CrazyLabo, apresentam o robô que detecta chulé Imagem: Reprodução/Asahi

08/05/2013 07h53

A empresa japonesa CrazyLabo criou dois modelos de robô, em parceria com Instituto de Tecnologia da Universidade de Kitakyushu, capazes de identificar chulé e mau hálito. Com formato da cabeça de uma mulher e também de um cachorro, as máquinas podem alertar os usuários caso detectem esses problemas.

Os robôs identificam odores com um sensor. Segundo o site "Asahi", o protótipo Kaori, de cabelo castanho e olhos azuis, é capaz de analisar e quantificar os componentes no mau hálito, avaliando o cheiro em uma escala de quatro níveis. Dependendo do resultado, o robô ainda reage com certa ironia, como "não dá para suportá-lo" e "emergência!".

Já o cachorro Shuntaro, que reconhece o mau cheiro dos pés, não fala como o humanoide: ele agita a cabeça, se a situação estiver normal, e late, se detectar chulé. Em casos extremos, o robô simula um desmaio.

"Quero continuar fazendo coisas para as pessoas se divertirem e que são capazes de criar um bom ambiente", detalhou ao site o presidente da empresa, Kennosuke Tsutsumi. 

Mais Tilt