Topo

Tecnologia


EUA suspendem aplicação de sanções contra a Huawei por 90 dias

2019-05-20T21:37:00

20/05/2019 21h37

Washington, 20 mai (EFE).- O Departamento de Comércio dos Estados Unidos suspendeu nesta segunda-feira por 90 dias parte das sanções aplicadas pelo presidente Donald Trump à empresa chinesa Huawei e suas filiais.

O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, disse em comunicado que a suspensão das sanções foi aplicada para garantir às empresas americanas um período de transição para cumprir a medida.

"E também tempo para que o departamento determine as medidas de longo prazo para os americanos e para os provedores de telecomunicações estrangeiros, que atualmente dependem da Huawei para serviços fundamentais", disse o secretário na nota.

O secretário explicou que a licença permite que certas atividades necessárias continuem a funcionar normalmente, sem afetar redes de telecomunicações móveis já existentes.

No entanto, qualquer exportação de tecnologia segue restrita pelo veto decretado por Trump. Para fazerem comércio com a Huawei, empresas americanas precisarão de uma autorização especial.

O governo americano incluiu a Huawei em uma lista de companhias e pessoas vetadas de ter acesso à tecnologias produzidas no país.

"A venda ou a transferência de tecnologia americana a uma companhia ou a pessoas da lista requer uma licença, que pode ser negada caso a venda ou a transferência prejudique a segurança nacional dos EUA ou os interesses do país no exterior", indicou o Departamento de Comércio.

Como consequência do veto, o Google retirou parcialmente as licenças dos produtos para a Huawei, que não virão mais com o Google Play. Desta forma, os smartphones da Huawei não terão acesso a aplicativos projetados para Android que não esteja em código aberto.

Outras seis fabricantes americanas de componentes eletrônicos, como a Intel, anunciaram que romperão relações com a Huawei. EFE

Mais Tecnologia