Topo

Enfim a trégua: Trump deixa empresas dos EUA reatarem negócios com Huawei

Não está certo se Huawei sairá da lista de empresas vetadas no Departamento de Tesouro dos EUA - François Lenoir/Reuters
Não está certo se Huawei sairá da lista de empresas vetadas no Departamento de Tesouro dos EUA Imagem: François Lenoir/Reuters

Da EFE, em Osaka (Japão)

30/06/2019 12h20

A Casa Branca permitirá que empresas dos Estados Unidos vendam produtos ao fabricante chinês Huawei, de acordo com anúncio feito neste sábado (29) pelo presidente americano, Donald Trump.

O republicano se referiu ao acordo feito na reunião que teve pouco antes com o presidente da China, Xi Jinping, a fim de conter a guerra comercial entre os dois países que teve início no ano passado.

"Nós acordamos que as empresas americanas podem vender produtos para a Huawei", acrescentou Trump, que participou em Osaka, no Japão, da cúpula do G20 que começou ontem e chegou ao fim hoje.

"Vendemos uma quantidade enorme de produtos para a Huawei. Eu disse que isso está bem. É uma questão complexa, a propósito", completou o presidente.

Trump, no entanto, não quis especificar se, como parte dessa revisão no caso do fabricante chinês, a companhia será removida da lista do Tesouro dos EUA onde estão incluídas empresas vetadas de fazer negócios com os americanos.

"Nós não falamos sobre isso, temos uma reunião amanhã ou terça-feira", acrescentou Trump, que quando novamente foi questionado se a Huawei deixaria a lista, enfatizou que não queria falar sobre isso.

"Eu acho que é inapropriado, vamos deixar para depois", insistiu.

A Huawei conseguiu se colocar à frente do desenvolvimento da tecnologia 5G, algo que preocupa os Estados Unidos, pois teme que a China aproveite esses sistemas para espionagem.

Mais Negócios