Topo

Tecnologia

Produtos


Metade da população dos EUA já ouve: podcasts ganham milhões de ouvintes

Sasha Maslov/NYT
Jayson de Leon, produtor do podcast da Slate 'What Next'; uma pesquisa indica que os ouvintes desse tipo de conteúdo na internet cresceu Imagem: Sasha Maslov/NYT

Jaclyn Peiser

2019-03-18T04:00:00

18/03/2019 04h00

O número de ouvintes de podcast cresceu consideravelmente neste ano, de acordo com uma nova pesquisa.

Mais da metade dos habitantes dos Estados Unidos já ouviram um podcast. E quase uma em cada três pessoas ouve pelo menos um podcast todo mês. No ano passado, essa proporção era de uma em cada quatro.

Esse é o maior crescimento que já vimos e estamos cobrindo podcasts desde 2006

Tom Webster, vice-presidente sênior da Edison Research, uma empresa que monitora tendências de negócios

Os últimos fatos e números sobre o crescimento dos podcasts são cortesia da recém-publicada edição de 2019 do The Infinite Dial, uma pesquisa anual realizada em janeiro e fevereiro pela Edison Research e Triton Digital, uma empresa de tecnologia de áudio e publicidade.

Além de identificar tendências mais amplas, os pesquisadores analisaram diferentes faixas etárias e descobriram que os ouvintes com mais de 55 anos, que demoraram mais para adotar os podcasts, estavam finalmente se aproximando desse formato. Em 2018, 13% das pessoas nessa faixa etária identificaram-se como ouvintes mensais de podcasts; neste ano, 17% assumiram o hábito.

O número de jovens ouvintes de podcast também está aumentando e 40% das pessoas entre 12 e 24 anos ouviram um podcast no mês passado --um salto de 10% em relação a 2018.

O que mudou é que o Spotify passou a oferecer mais podcasts

Tom Webster

O serviço de streaming de música que aumentou suas ofertas de podcasts no ano passado e recentemente adquiriu a Gimlet Media, o estúdio por trás dos populares podcasts "Crimetown" e "Reply All" e Anchor, que faz ferramentas para gravar e distribuir podcasts.

Pesquisas anteriores do The Infinite Dial mostraram um aumento gradual nos podcasts de ano para ano. Isso mudou em 2019, quando houve um salto dramático. Em comparação com os números de 2018 o número de pessoas que já ouviram pelo menos um podcast em suas vidas aumentou em 20 milhões, e mais 14 milhões de pessoas se descreveram como ouvintes semanais.

"Acho que atingimos um ponto crucial", disse Webster. Ele deu algum crédito aos podcasts que atraíram o interesse da indústria do entretenimento.

"Podcasts como 'Homecoming' e 'Dr. Morte" --realmente se tornaram propriedades de Hollywood também", disse Webster. "Isso chamou a atenção para isso. Há também novas formas acontecendo. Empresas como a NPR e o New York Times estão fazendo podcasts de notícias breves e tópicas. Esses podcasts são realmente fáceis para as pessoas adicionarem a seus consumos de mídia."

Desde que o Times publicou "The Daily" em 2017, o número de podcasts diários mais do que triplicou. Isso inclui programas de notícias como "Post Reports", do The Washington Post, "What Next", da Slate, e "Start Here, da ABC News.

Hernan Lopez, fundador e diretor-executivo da Wondery, a rede de podcasts por trás de "Dirty John" e "Dr. Morte", disse que também notou um salto recente. "Os ouvintes casuais tornaram-se ouvintes mensais e os ouvintes mensais tornaram-se ouvintes semanais", disse Lopez.

Ele disse que a Wondery estima que a receita de publicidade em todo o setor aumentou, ultrapassando US$ 500 milhões em 2018.

Por muitos anos, as pessoas de dentro e de fora da indústria falaram sobre um crescimento 'lento e constante'. Eles não podem mais dizer 'lento e estável'

Hernan Lopez