Topo

Tecnologia


'Dei risada de mim mesma', afirma blogueira da 'Capricho' após virar meme na internet

Reprodução/Radioactive Unicorns
Giovanna Ferrarezi, 20, tem um blog sobre moda, beleza e estilo de vida no site da revista 'Capricho' Imagem: Reprodução/Radioactive Unicorns

Juliana Carpanez

Do UOL, em São Paulo

2013-07-31T12:58:34

31/07/2013 12h58

A blogueira Giovanna Ferrarezi, 20, tem desde o final de 2012 uma parceria do Radioactive Unicorns com o site da revista “Capricho”, da editora Abril. Mas nenhum de seus posts havia recebido tanta atenção quanto um texto postado no Facebook no sábado (27) sobre “o pior tratamento de todos os tempos”, que ela afirma ter recebido em uma casa noturna de São Paulo. A história não comoveu os internautas, viralizou e a “blogueira da Capricho” acabou virando meme nas redes sociais nesta terça-feira (30).

No texto original, Giovanna diz que chegou à boate às 2h e, diante de uma fila enorme, foi conversar com a hostess. “Comentei que tinha um blog e que fazia trabalhos em parceria com a Capricho e perguntei se poderia dar uma olhada na festa antes de todo mundo pagar para entrar – afinal, não é todo dia que a gente pode pagar 80 reais para entrar em uma balada [homens pagavam 120, estávamos em cinco homens e uma mulher”, relatou.

Diante da abordagem, a hostess teria respondido: “A Capricho não acabou?”. Daí o post enfurecido da jovem, que disse ter ficado com vontade de “vomitar” pela maneira “sarcástica e nojenta” como a mulher falou com ela. “Saí de lá com o coração apertado e muita tristeza ao perceber quão hostis as pessoas são quando elas têm algum tipo de poderzinho nas mãos, por mais ridículo que esse poder seja.”

Em entrevista por e-mail ao UOL Tecnologia, a jovem afirmou ter se chocado inicialmente com tamanha repercussão. Depois, garante que deu risada dela mesma e achou os memes muito bons. Confira abaixo a entrevista na íntegra.

UOL Tecnologia - Qual sua intenção quando escreveu o relato?

Giovanna Ferrarezi - A intenção era desabafar mesmo. Fiquei chateada pelo tratamento que recebi e não segurei a língua. Não imaginava que isso teria tanta repercussão, direcionei minhas palavras apenas a meus amigos e leitores que me acompanham através do Facebook, pois sei que eles sabem quem eu sou e não me interpretariam de forma tão pejorativa.

UOL Tecnologia -  Quando percebeu que a situação tinha ganhado tanta repercussão?

Giovanna - Quando veículos de imprensa começaram a me ligar fazendo perguntas sobre o ocorrido.

UOL Tecnologia -  Por que acha que isso aconteceu?

Giovanna -  Acho que 90% das pessoas que acessam a internet todos os dias são muito ociosas e acabam procurando diversão dentro das polêmicas mais imbecis (tipo essa). Sei disso porque já tive minha época de tédio na frente do computador e já dei muita risada de situações como essa. Hahaha.

UOL Tecnologia - Qual sua resposta para toda a repercussão?

Giovanna - No começo fiquei meio chocada com tudo o que aconteceu, mas depois acabei achando graça das piadas e dos memes e relaxei. Se eu fosse parar para me preocupar, enlouqueceria! Então preferi levar tudo na esportiva e dei risada de mim mesma. Acho que se as pessoas não se levassem tão a sério, o mundo seria um lugar bem melhor pra se morar. Hahaha.

UOL Tecnologia - Muita gente acusou você de carteirada [usar sua posição para obter um benefício]. O que tem a dizer sobre isso?

Giovanna - Até ontem eu nem sabia o que esse termo significava. As pessoas adoram aumentar as histórias pra criar um alvoroço, e a internet é um telefone sem fio gigante. Você fala A, as pessoas dizem que você falou B. O que aconteceu foi que eu pedi pra dar uma olhada na festa antes de entrar na fila, pra ver se valia a pena. Isso é totalmente normal, não sei em que mundo as pessoas vivem, mas eu vejo gente fazendo isso o tempo todo.

E é óbvio que ser "blogueira" não faria diferença nenhuma na hora em que perguntei pra hostess se poderia dar a "olhadinha". Só disse quem eu era e o que eu fazia porque ela mesma perguntou - e depois me satirizou sem motivo. Achei falta de respeito da parte dela e me achei no direito de desabafar.

UOL Tecnologia - Qual seu sentimento em relação ao que aconteceu? Está feliz ou chateada?

Giovanna -  Usei isso como lição para a vida. Vou parar com os desabafos na internet e guardar isso para os amigos. É uma pena, porque acho que todo mundo deveria ter liberdade de expressão - pelo menos no seu próprio pedacinho do mundo virtual -, mas hoje em dia é muito fácil ser criticado e repreendido por coisas pequenas. Fiquei feliz por ver que as pessoas que realmente gostam de mim não se deixaram afetar por todo o burburinho e, no final das contas, é isso que importa.

UOL Tecnologia -  Qual a sensação de virar um meme?

Giovanna -  Muito maluca. Mas achei os memes muito bons, principalmente aquele da bio. Hahaha.

UOL Tecnologia -  Essa história pode vir a ajudar ou prejudicar você? Como?

Giovanna -  Acho que se a vida te dá limões, você deve fazer uma limonada. Os pessimistas dirão que é montagem, mas eu sempre tento tirar o lado bom de tudo o que acontece comigo. Hahaha. Tenho certeza que quem é importante pra mim nessa história toda não vai ser influenciado pelas opiniões equivocadas desse montão de gente que não sabe quem eu sou.

UOL Tecnologia – Acrescente alguma informação que achar relevante.

Giovanna -  Acho que cada um de nós deve olhar para o próprio umbigo antes de julgar o outro. Muita gente me bombardeou sem nem ter lido o texto que publiquei. Posso ter me interpretado mal na hora de discorrer sobre o assunto - especialmente porque não esperava que um texto qualquer meu teria esse tipo de alcance -, mas acho que não chega a ser um motivo palpável pra alguém me mandar uma mensagem com xingamentos tenebrosos e desejar a minha morte (sim, as pessoas fizeram isso. HAHAHA).

Relaxem e curtam mais a vida, não julguem através do alcance dos olhos e divirtam-se! A vida é muito curta para a gente perder tempo descarregando energia ruim no mundo.

  • Reprodução

    Post acima, publicado no Facebook deu origem ao viral na internet

Mais Tecnologia