Topo

Tecnologia


Mais da metade das casas com telefone no Brasil só tem celular, diz Pnad

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, no Rio

2013-09-27T10:00:00

27/09/2013 10h00

Dados da Pnad 2012 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgados nesta sexta-feira (27), mostram que o número de brasileiros que utilizam o celular em detrimento do telefone fixo cresceu em comparação com a amostra do ano anterior.

Dos mais de 57,3 milhões de domicílios que possuíam algum serviço de telefonia, no ano passado, 32,3 milhões faziam uso apenas da linha móvel --aumento de quase dois pontos percentuais em relação ao ano anterior.

  • 12739
  • true
  • http://noticias.uol.com.br/enquetes/2013/09/27/voce-abriria-mao-do-telefone-fixo-pelo-celular.js

Esse dado é acompanhado de uma queda de meio ponto percentual do número de domicílios nos quais o fixo convencional era o único meio telefônico disponível: de 2,1 milhões para 1,8 milhão.

Segundo a gerente da Pnad, Maria Lúcia Vieira, o aumento do número de pessoas que utilizam apenas o celular pode ser explicado pela tendência crescente de jovens que decidem morar sozinhos. "Esse é um padrão que tende a aumentar", disse ela.

Além disso, a oferta de novos planos criados pelas operadores de celular, que visam cada vez mais à convergência de serviços, é um fator que também pode ser levado em consideração, segundo o IBGE.

INFOGRÁFICOS

  • Arte/UOL

    Clique na imagem para ver o perfil dos domicílios brasileiros, segundo a Pnad 2012

  • Arte/UOL

    Máquina de lavar e computador ganham mais espaço na casa do brasileiro; clique na imagem

Já em relação aos domicílios que possuíam os dois serviços, o crescimento foi de apenas dois décimos percentuais na comparação entre as edições de 2011 e 2012 da Pnad (de 36,7% para 36,9%).

A pesquisa do IBGE mostra ainda que o contingente de domicílios com algum tipo de telefone seguiu a tendência dos últimos anos, segundo o órgão, e, de 2011 para 2012, subiu de 89,9% para 92,2% do total de domicílios no país. Essa foi a primeira vez que o país ultrapassou a marca dos 90% dos domicílios particulares permanentes nos quais há serviço telefônico.

O destaque regional foi o Norte, no qual a proporção dos que tinham algum tipo de telefone aumentou 2,5 pontos percentuais em relação a 2011. Em 2012, 1,9 milhão de domicílios possuíam somente a telefonia fixa (3% do total de domicílios investigados), número 12,5% inferior ao observado em 2011 (2,1 milhões).

Nas regiões Sudeste (4,3%) e Sul (3,8%), os percentuais de domicílios nesta situação foram superiores à média nacional. O número de domicílios com acesso à telefonia móvel celular, ou seja, em que pelo menos um morador possuía telefone móvel celular para uso pessoal, aumentou em 1,8 milhão de unidades, de 2011 para 2012.

A região com maior percentual de crescimento foi a Norte (10%), alcançando 67,8% dos domicílios desta região. Outro destaque foi a região Nordeste, que apresentou um crescimento de 8,6% no mesmo período, o que representou uma ampliação desse serviço a 847 mil domicílios.

  • UOL

Mais Tecnologia