Topo

Tecnologia


Homem é baleado e morre por digitar no celular durante sessão de cinema

Reprodução/My Fox Tampa Bay
Chad Oulson, 43, não resistiu e morreu no hospital Imagem: Reprodução/My Fox Tampa Bay

Do UOL, em São Paulo

2014-01-14T08:54:18

2014-01-15T08:21:39

14/01/2014 08h54Atualizada em 15/01/2014 08h21

O americano Chad Oulson, 43, foi baleado, na última segunda-feira (13), durante uma sessão de cinema no condado de Pasco, Flórida (EUA). Ele teria sido alvo do disparo porque estava digitando uma mensagem no celular. Oulson foi levado para o hospital, mas não resistiu.

De acordo com uma testemunha, Oulson mexia no celular, quando foi abordado pelo autor do disparo, Curtis Reeves, 71.

Uma discussão teria começado e Reeves, que é policial aposentado, abriu fogo e acertou a vítima na região do peito.  A esposa de Oulson foi atingida pelo mesmo disparo, mas não corre risco de morte.

Segundo a TV local “My Fox Tampa Bay”, o atirador afirmou para a polícia que teria sido atingido por um "objeto desconhecido" e por isso temeu pela sua vida, alegando auto-defesa. No entanto, esse "objeto desconhecido" seria um saco de pipocas. Não teria havido nem mesmo agressões físicas.

Um policial de folga que estava no local desarmou e deteve Reeves até a chegada da polícia, que prendeu o atirador. Ele responderá a acusações por assassinato.

Mais Tecnologia