Topo

Tecnologia


Brasil é 1º país a receber Moto E, smartphone com preço inicial de R$ 529

Divulgação
Brasil é 1º país a receber Moto E, smartphone com preço inicial de R$ 529 Imagem: Divulgação

Guilherme Tagiaroli

Do UOL, em São Paulo

2014-05-13T11:40:37

2014-05-26T14:51:33

13/05/2014 11h40Atualizada em 26/05/2014 14h51

A Motorola apresentou nesta terça-feira (13) o smartphone Moto E, em evento realizado em São Paulo. Trata-se do lançamento global do produto, que chegará nesta quarta-feira (14) à loja virtual da fabricante no Brasil o lançamento em mercados estrangeiros está previsto para as próximas semanas. Com preço inicial de R$ 529, o dispositivo de configurações básicas é o smartphone Android mais barato da empresa.

Com o mote de “um aparelho feito para durar”, o Moto E tem tela de 4,3 polegadas (960 x 540 pixels), 1 GB de memória RAM, 4 GB para armazenamento (expansíveis para até 32 GB com chip microSD), processador Qualcomm Snapdragon 200 dual-core (dois núcleos) de 1,2 GHz, sistema operacional Android 4.4 (KitKat), rádio FM e câmera traseira de 5 megapixels – não tem câmera frontal.

Moto E

  • Tela

    4,3 polegadas (960 x 540 pixels)

  • Câmera

    5 megapixels (traseira). Não tem câmera frontal

  • Armazenamento

    4 GB (expansível com cartão para até 32 GB)

  • Processador

    Dual-core (dois núcleos) de 1,2 GHz

  • Memória RAM

    1 GB

  • Sistema operacional

    Android 4.4.2 (KitKat)

  • Conexões

    3G, Wi-Fi e Bluetooth

  • Bateria

    1.980 mAH (marca diz que bateria dura um dia)

  • Dimensões

    124,8 x 64,8 x 12,3 mm

  • Preço sugerido

    R$ 529 (um chip) e R$ 599 (TV e dois chips)

  • Pontos positivos

    Tem versão com TV digital, tela grande e roda bem aplicativos populares

  • Pontos negativos

    Câmera fraca e pouca capacidade de armazenamento

No mercado brasileiro, o dispositivo chegará em duas versões - ambas compatíveis com dois chips de operadoras (dual-chip). Há o modelo básico e também um com TV digital (R$ 599) e que vem com duas capas coloridas. As capas coloridas compatíveis com os smartphones serão vendidas separadamente.

"Acreditamos que o acesso à telefonia móvel é um direito e queremos acabar com os telefones simples [feature phones] para sempre", disse Rick Osterloh, presidente e diretor de operações da Motorola, ao definir a importância do produto para a marca.

O executivo disse que o Moto E é mais um passo da marca para tentar atingir os 70% dos usuários que ainda utilizam celulares simples, que não têm acesso à internet móvel rápida ou a aplicativos móveis. 

Guiherme Tagiaroli/UOL
Rick Osterloh, diretor de operações da Motorola, apresenta o Moto E no Brasil Imagem: Guiherme Tagiaroli/UOL

Moto G com 4G

Ainda no segundo trimestre, a fabricante lançará uma versão 4G do smartphone Moto G. O aparelho, que segundo a marca é o telefone inteligente mais vendido do Brasil, custará R$ 799.

Fisicamente, o novo Moto G é igual ao anterior. O que muda um pouco são as configurações. Além da conexão 4G, ele ganha entrada para cartão microSD, que suporta até 32 GB de armazenamento. De resto, ele tem as mesmas características: processador quad-core (quatro núcleos) de 1,2 GHz, tela de 4,5 polegadas, sistema operacional Android KitKat, duas câmeras (frontal de 1,3 megapixel e traseira de 5 megapixels) e 8 GB para armazenamento.

Guilherme Tagiaroli/UOL
Nova versão do Moto G terá conexão à internet móvel 4G; aparelho custará R$ 799 Imagem: Guilherme Tagiaroli/UOL

Mais Tecnologia